PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Depois de se negarem a abrir processo para investigar denúncias contra a Saúde, vereadores de Bacabal fazem “Audiência Pública” às escondidas

Na última quarta-feira (25) a Câmara Municipal de Bacabal realizou mais uma sessão ordinária que teve como pauta principal a apreciação do requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), de autoria do vereador Manoel Serafim Reis (PMDB), que tinha como finalidade, em um prazo de noventa dias, prorrogável por igual período, investigar as denúncias feitas contra o Sistema Municipal de Saúde.

Mas, apesar de gravíssimas, nenhuma delas, nem mesmo as mortes de bebês e de uma jovem parturiente parecem ter sensibilizado a maioria dos nossos parlamentares, pois apenas 4 dos 17 vereadores assinaram o pedido. Foram eles: o próprio autor Serafim Reis, Natália Duda, Melquiades Neto e Bebeto.

Os demais optaram por empurrar as denúncias para debaixo do tapete. Fato que não surpreendeu a ninguém.

Às escondidas

Surpresa mesmo aconteceu na manhã desta segunda-feira (30) quando a presidência daquela Casa convocou os colegas e fez às escondidas uma audiência pública, que de pública não teve nada.

Lá só estavam os vereadores, parte da imprensa que foi avisada na última hora, e alguns membros do Conselho Municipal de Saúde.

Quando se esperava que o enfermeiro chamado de doutor, Kelcimar Virgino, fosse aparecer para prestar contas, quem esteve no local para foi um técnico da secretaria. O que resultou em nada.

Qual o papel de um vereador?

A atual legislatura composta por 17 vereadores que deveriam representar o povo bacabalense é, sem sombra de dívidas, a mais omissa e subserviente que o poder legislativo local já teve conhecimento.

São quase duas dezenas de pessoas, entre homens e mulheres, que recebem (oficialmente) em torno de R$ 6 mil cada um. A função dos mesmos é, ou pelo menos deveria ser, a de fiscalizar como são aplicados os recursos públicos geridos pela prefeitura, assim com também elaborar leis e projetos que possam de alguma forma trazer melhorias na qualidade de vida dos cidadãos e cidadãs que habitam esse município.

Entretanto, já findando o mandato dado a eles pelo povo na eleição de 2012, até agora não se viu nada que realmente fizesse valer a pena ter depositado tamanha confiança.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...