PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banners-novembro-1.gif

quinta-feira, 5 de maio de 2016

BACABAL: Código de Postura do Município é desrespeitado por cidadãos comuns e parentes de autoridades

Depois da celeuma criada em torno de uma parede erguida em cima do espaço reservado a calçada de uma área onde está sendo construída uma clínica médica no centro de Bacabal, os moradores passaram a ficar mais atentos e não foi difícil localizar situações quase semelhantes, em, que, mesmo sendo feitos de madeira, tapumes de obras foram levantados em cima da calçada e, assim como no caso da área da antiga União Artística e Operária Bacabalense, também estão impedindo a passagem de pedestres.

Em alguns casos essa mobilidade fica impossibilitada por culpa de cidadãos que resolvem descartar entulhos ou armazenar material de construção nas calçadas, como neste imóvel que aparece abaixo e pertence ao filho do ex-prefeito Zé Vieira, e, pasmem, até mesmo no meio da rua.
Esse pouco caso não é exclusividade do cidadão comum, mas também são registrados em imóveis pertencentes à autoridades, como na calçada lateral desse imóvel da família da vice-prefeita Taugi Lago, onde funcionou o Hospital Santa Teresinha, na rua Manoel Alves de Abreu. Nela há de tudo, lixo domestico, mato, resto de material de construção e etc.
Sem contar que na parte interna o mato também tomou conta, se transformando em lugar propicio para criatório do mosquito Aedes aegypti e para esconderijo de marginais.
Nos terrenos baldios acontece o mesmo.
Pelo visto, a medida tomada por parte da Secretaria Municipal de Obras determinando que o responsável pela construção da clínica médica, se deu meramente em função da repercussão negativa na imprensa e, consequentemente, em meio à população. Tal ação não ocorre em outros casos que também desobedecem o Código de Postura do Município.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...