PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 31 de maio de 2016

Após denúncias, direção do Socorrão de Bacabal retira macas velhas e enferrujadas

Muito embora o poder legislativo bacabalense tenha ignorado e o Ministério Público do Maranhão não tenha tomado nenhuma providência que se saiba até o momento, as denúncias feitas pelo médico cirurgião Dr. Raimundo Nonato Salazar, que prestava serviço nos dois hospitais públicos do município, começam a surtir alguns efeitos positivos, prelo menos é essa a impressão.

No último sábado (28) a direção do Pronto Socorro de Bacabal aproveitou o pouco movimento nas ruas próximas para retirar do local, pela lateral do prédio, macas velhas e enferrujadas que eram usadas pelos pacientes, correndo riscos de contrair tétano e outras doenças.

A iniciativa que teve o aval da Secretaria Municipal de Saúde visa se precaver de uma eventual vistoria da Vigilância Sanitária Estadual, o que poderia acarretar em grandes problemas, inclusive, até na interdição do hospital.
Tal medida também foi adotada no Hospital Materno Infantil onde, de acordo com as denúncias e fotos, a sala onde eram realizados os procedimentos cirúrgicos nas parturientes não tinha climatização adequada, funcionava de porta aberta, cheio de moscas e era ambiente propicio para infecção que, tudo indica, foi responsável pela morte da jovem Ivanilde Silva, de 21 anos, que residia em Lago Verde e deu à luz a uma criança na maternidade de Bacabal, vindo a morrer dias depois no Hospital Geral de Peritoró.

A direção do Pronto Socorro Municipal não informou qual foi o destino das macas velhas e enferrujadas, nem se elas foram substituídas por novas ou outras já usadas.

7 comentários:

  1. As camas e macas retiradas do pronto-socorro foram para recuperação. Bem alguns mobiliários.O pronto socorro tem um cronograma de manutenção preventiva corretiva de todo seu patrimônio como qualquer empresa.

    ResponderExcluir
  2. O pronto socorro tbm mantem um controle rígido em seu setor de esterilização que e feita através de autoclaves regulamentados pela Anvisa. Ha um controle sobre todas as cirurgia. Que começa com o pré operatório com ato cirúrgico e o pos operatorio. Afim de o índice de infecção esteja dentro dos padrões recomendados oms. Lembrando tbm que alei do ato medico e inviolável e diz respeito ao medico sendo assim somente ele pode decidir sobre determinados procedimentos o que o torna responsável direto por que alteração nos seus procedimento.

    ResponderExcluir
  3. o hospital materno ifantil e uma decadencia, os quartos nao tem ventilação adequada, digo isto por quem exatamente cinco meses que estive por la, e o unica ventilaçao do quarto era a que entrava pela janela, isso mesmo nao tinha sequer um ventilador, camas rasgadas, e digo mais quando eu estava na sala de cirurgia para ser feito uma cesariana, fiquei sem folego, o medico que deveria esta me auxiliando estava falando ao celular no meio de uma cirurgia pode isso??.

    ResponderExcluir
  4. As enfermeiras a maioria delas tratam as pacientes muito mal, e no dia que eu estive no hopital.

    ResponderExcluir
  5. Sd eu fosse medico não trabalharia no local sem as condições ideias para o exercício da profissão. Isto significa que os que estão la so ficam por causa do dinheiro então cade a ética o bom senso depois quando dar um problema com pact. Vem colocar a culpa so no hospital. São um bando de carniceiros

    ResponderExcluir
  6. AHH ESTÃO COM MEDO???...AGUARDEM QUE O MINISTERIO PUBLICO VEM AÍ...

    ResponderExcluir
  7. ISSO É UMA FALTA DE RESPEITO MUITO GRANDE COM A POPULACAO ..OLHA A SITUACAO DESTAS MACAS...ABSURDO!!!!

    ResponderExcluir

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...