PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 30 de março de 2016

OPERAÇÃO FLORES: 34 pessoas são presas no Maranhão por não pagarem pensão alimentícia e por violência contra mulher; em Bacabal foram 7

A Superintendência de Policia Civil do Interior (SPCI) realizou em todo o Maranhão, nesta terça-feira (29), a “Operação Flores" que contou com a efetiva participação das Delegacias Especiais da Mulher, quando foram feitas diligências e 34 prisões.

Dessas prisões a DEM de Bacabal, que tem como titular a delegada Fernanda Chaves, efetuou 7, sendo uma das delegacias que obteve melhor desempenho, isso graças ao esforço concentrado da titular da pasta e, consequentemente, da equipe policial composta pelos investigadores Pedro Carlos, Sâmya Fernanda, Pedro Capuchu e Clédison.

As 34 prisões aconteceram em função da Lei Maria da Penha e, principalmente, da nova Lei da Pensão Alimentícia que passou a vigorar no início deste mês, sendo mais rigorosa para quem atrasa o pagamento da pensão para os filhos, inclusive com prisão no regime fechado. Como divulgada na imprensa nacional, a nova lei deve pegar no bolso de quem deve pensão: além de presa, a pessoa terá o nome negativado - ou seja, vai parar em listas do SPC Serasa, por exemplo - e o limite de desconto em folha de pagamento para garantir o pagamento de pensão - hoje limitado a 30% do salário - vai subir para 50%.

A prisão pode ser de até três meses e não livrar a pessoa da dívida. depois que sair tem que pagar.

No último dia 13 de março o Fantástico (Rede Globo) levou ao ar reportagem especial tratando do assunto. REVEJA.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...