PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

domingo, 6 de março de 2016

BACABAL: Dom João Muniz, ex-pároco da Igreja São Francisco, é ordenado bispo do Xingu, no Pará

João Muniz (o segundo da direita para à esquerda) foi ordenado bispo neste sábado (5). Foto: De jesus/O Estado.
A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades de São Luís e representantes e membros das 12 dioceses do Maranhão
Dom João Muniz Alves foi ordenado como bispo em cerimônia realizada neste sábado (5) no Ginásio Castelinho, em São Luís. O Papa Francisco acolheu o pedido de renúncia de dom Erwin Kräutler, que esteve à frente da Prelazia do Xingu por 35 anos, e nomeou o maranhense, e até então Frei, João Muniz Alves para a função. O Maranhão tinha em sua história apenas seis bispos até então.
A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades de São Luís e representantes e membros das 12 dioceses do Maranhão. Caravanas de vários municípios prestigiaram a Ordenação Episcopal. Algumas das homenagens prestadas ontem foram das comunidades São Miguel Arcanjo e Sagrado Coração de Jesus além do município de Lago dos Rodrigues.
A Comunidade Santa Clara, da Vila Coelho Dias, em Bacabal, também marcou presença. Cerca de 40 pessoas da Paróquia de São Francisco de Assis foram a São Luís para acompanhar a ordenação. Maria Francinete Cunha Gonzaga foi uma delas. “Para a gente é muita alegria ver isso acontecer. Tanto é que viemos de Bacabal para parabenizá-lo. É uma honra termos um bispo que foi tão atuante na nossa comunidade um dia”, afirmou.
Quem também prestou homenagens foi um grupo de fiéis vindos diretamente da Prelazia do Xingu, no Pará. Cerca de 60 pessoas viajaram de ônibus cerca de 28 horas de viagem para acompanhar a ordenação daquele que seria seu novo bispo. Nos últimos 35 anos, a prelazia ficou sob a responsabilidade de Dom Erwin.
Para o grupo, as expectativas com o novo bispo são grandes, mas eles também estão certos da capacidade de Dom João Muniz Alves. “Aquela é uma região onde existem muitos conflitos de terra, problemas sociais como pedofilia e problemas raciais. Agora, temos um bispo negro que vem substituir Dom Erwin Kräutler, que fez um trabalho belíssimo. É muito gratificante. Estamos com uma expectativa grande e ele já nos mostrou que tem capacidade intelectual e espiritual”, declarou Heitor Zanelato.
Trajetória

Dom João Muniz Alves nasceu no dia 8 de janeiro de 1961, em Santa Rita (MA). Foi ordenado sacerdote em 4 de setembro de 1993. É graduado em Teologia e Filosofia pelo Instituto Católico de Estudos Superiores do Piauí (Icespi); mestre e doutor em Teologia Moral pela Pontifícia Universidade Lateranense (PUL), em Roma; mestre em Filosofia pelo Pontificium Athenaeum Antonianum (PUA), em Roma.
Na década de 1990, realizou trabalhos como vigário paroquial da paróquia São José em Lago da Pedra; exerceu a função de pároco da paróquia São Francisco das Chagas em Bacabal; foi promotor da Pastoral Vocacional da província; mestre e guardião do Postulantado; membro do Conselho Presbiteral e do Colégio dos Consultores da diocese de Bacabal.
Já de 2007 a 2013, exerceu a função de ministro provincial da província Franciscana Nossa Senhora da Assunção, no Maranhão e no Piauí. Em 2014, foi visitador geral na custódia autônoma Santa Clara de Assis em Moçambique, na África.
O novo bispo era atualmente professor de Teologia Moral no Instituto de Estudos Superiores no Maranhão (Iesma), vigário paroquial na Fraternidade Franciscana de Nossa Senhora da Glória em São Luís (MA) e guardião e formador de estudantes de Filosofia e Teologia. (Com informações de O Estado).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...