SOLIDARIEDADE: Aposentada pede ajuda para comprar cadeira de rodas motorizada

26/01/2016
Com o objetivo de ver o sonho da sua tia se tornar realidade, amenizando as dificuldades que a poliomielite (paralisia infantil) lhe impõe, a jovem Karol Araújo e outros familiares iniciaram uma campanha nas redes sociais visando sensibilizar a população a também entrar nessa corrente de fé e esperança.
Maria Hermínia Araújo Lopes, de 54 anos de idade (foto), morava com a mãe até ser contemplada pelo programa federal Minha Casa Minha Vida com um imóvel no Residencial Terra do Sol IV, em Bacabal.
Com a felicidade de adquirir a casa própria vieram algumas dificuldades. Sem puder andar, essa senhora que sobrevive apenas da aposentadoria é obrigada a gastar, parte do dinheiro que recebe, só nas corridas de mototáxi que faz quase que diariamente até o centro da cidade. Seja para fazer compras, consultas ou ir ao banco.
O que sobra mal dá para custear suas despesas com alimentação, água, luz e medicação.
Vendo as dificuldades da tia no dia a dia, Karol resolveu publicar na internet um pequeno vídeo em que Maria Hermínia aparece sentada no chão explicando sua situação.
No apelo, a jovem explica que sua tia já chegou a usar cadeira de rodas normal, porém não conseguiu se adaptar e por algumas vezes acabou caindo e se machucando. Por esse motivo na campanha ela pede a contribuição das pessoas para a compra de uma cadeira de rodas motorizada, que, de acordo com pesquisa de mercado, custa em torno de R$ 8 a 10 mil.
Quem puder contribuir com qualquer valor pode fazer o depósito bancário:
Caixa Econômica Federal
Conta Poupança: 444-4
Operação: 013
Agência: 0764
Favorecida: Maria Hermínia Araújo Lopes

Leia também

Next
Faça seu comentário

0 comentários: