PUBLICIDADE

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Solenidade de troca de comando do 15º BPM acontece nesta terça-feira, às 16 horas


A solenidade de passagem de comandante do 15º BPM acontece nesta terça-feira (12), a partir das 16 horas, no pátio interno do batalhão, na Estrada da Bela Vista. Tenente-coronel Jurandy de Sousa Braga substitui o também Tenente-coronel Miguel Neto, afastado do cargo na última sexta-feira (8) após um episodio que até hoje repercute negativamente em todo o estado.

Ontem, dia 11 de janeiro, a Associação das Esposas, Familiares e Amigos dos Policiais e Bombeiros Militares do Maranhão (ASEFAPBM- MA) emitiu nota de repúdio contra o ato praticado pelo ex-comandante do 15º BPM.
Leia abaixo.
NOTA DE REPÚDIO
São Luís, MA 11 de janeiro de 2016.
A Associação das Esposas, Familiares e Amigos dos Policiais e Bombeiros Militares do Maranhão), vem se manifestar publicamente, totalmente contraria aos atos de arbitrariedade praticados pelo Comando da Polícia Militar do município de Bacabal, comando este que já vinha praticando ações arbitrarias contra os policiais do 15º BPM, tal ato pode configurar uma tentativa de homicídio, pois além do militar (CB Bandeira) que estava em cárcere privado por quase 1 hora sobre a mira de uma pistola, este ainda sofreu constantes ameaças de ter sua vida ceifada. Os abusos cometidos por tal comandante, já vinha sendo denunciados por varias vezes, tanto no Comando Geral, quanto na SSP, denuncias estas que não acabam por ai, pois no Ministério Público de Bacabal constam inúmeras denúncias, que vão desde o desvio de verbas até uso irregular de viaturas e de licitações pelo referido coronel. O fato ocorrido por pouco não terminou em tragédia, e não foi por falta de aviso, assim como em bacabal, existem outros Batalhões, onde ocorrem constantemente abusos e irregularidades, principalmente crimes de assédio moral, Improbidade Administrativa e abuso de autoridades, pois tal fato não foi isolado, já protocolamos inúmeras denuncias no Parquet, de possíveis irregularidades desta instituição militar, inclusive de conhecimento deste comando, que se mostra totalmente evasivo, quanto às apurações e as punições aos oficiais superiores, mas demonstra poder de coação quando o assunto é perseguição e até mesmo assedio moral, á aqueles que participaram de movimentos paredistas. São varias as denuncias trazida, por meio da mídia e dos militares, de crimes de Improbidade Administrativa e de prevaricação, já pedimos que fosse feita uma auditoria independente na famosa “GARAGEM” do comando geral, alem das apurações das denuncias de desvios de diárias, e irregularidade no ABASTECIMENTO DE VIATURAS, assim também como as irregularidades diante da REINTEGRAÇÃO DE POSSE da Vila Luizão e dos desvios de função no famoso “MANELÃO”.
Muitas são as perseguições praticadas em desfavor das praças militares, dentre elas estão o da abertura de IPM (Inquérito Policial Militar), em desfavor do Sgt. Ebnilson, por ter publicado no Blog do Ebnilson, matéria sobre o reajuste salarial, mostrando a disparidade do subsidio do Delegado e do Coronel. Do caso de Vitória do Mearim, foi a condenação imediato às ações dos militares diante do primeiro vídeo postado na mídia, depois foi a abrupta ilegalidade na prisão dos dois policiais militares diante dos fatos ocorridos mediante uma reintegração de posse na área da USC (Unidade de Segurança Comunitária) da vila Luizão/ Divinéia, os quais foram execrados pela mídia governamental e pelo próprio site do governo do Estado, condenando-os antecipadamente, logo veio o cerceamento da liberdade do CB Janílson, e as transferências e IPM’s, de algumas lideranças militares como foi o caso do SD Leite de Timon (ASPON), Sd Paixão de Bacabal, o R. Barros e o SGT Agnaldo de São Luis (diretor de comunicação da ASEFAPBM-MA).
Declaramos apoio incondicional ao CB Bandeira, assim como aos demais militares que estão respondendo a IPM’s e Sindicâncias, e pedimos novamente ao Ministério Público que apure as possíveis irregularidades junto a Instituição da Polícia Militar do Maranhão, nos diversos setores, desde a GARAGEM, ao SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE VIATURAS e de DIARIAS até o possível enriquecimento ilícito decorrente da cobrança das taxas de manutenção e inscrição dos COLÉGIOS MILITARES, cobranças estas indevidas, segundo o ART. 217- Parágrafo Único da CONSTITUIÇÂO DO ESTADO DO MARANHÃO – […] é proibida a cobrança de qualquer taxa nas escolas públicas do Estado e dos Municípios. Sendo necessária haver uma auditoria em todos os setores da Polícia Militar. Pedimos também aos deputados que peçam abertura de uma CPI para investigar as denuncias de irregularidades.
Josilene de Jesus Medeiros
Presidente da ASEFAPBM-MA
(Associação das Esposas, Familiares e Amigos dos Policiais e Bombeiros Militares do Maranhão).

3 comentários:

  1. A notícia q bacabal mais esperava até q fim...

    ResponderExcluir
  2. É uma pena q essas coisas não vão dar em nada, porque a cúpula da polícia militar está cheia de corporativismo.

    ResponderExcluir
  3. Abuso de autoridade,é o que esses PMs cometem dariamente, ninguém pode abrir a boca que eles já chegam pra lhe da voz de prisão por desacato

    ResponderExcluir

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...