Pré-candidato a prefeito de Bacabal, Dr. Eufrásio anuncia vice e promete apresentar relação de secretários ainda durante a campanha eleitoral

04/01/2016
Dr. Eufrásio não abre mão da candidatura.
Na última semana de 2015 o cantor e compositor bacabalense Zé Lopes publicou em seu blog uma entrevista como o médico oftalmologista Dr. Eufrásio Filho, um dos poucos nomes dos muitos que se lançaram como pré-candidato a prefeito de Bacabal que ainda dá demonstrações que se mantém firme no mesmo proposito de enfrentar os concorrentes mais badalados e tidos como favoritos na corrida eleitoral desse ano.

Filiado ao partido Solidariedade (SD), Dr. Eufrásio se apresenta como uma via representativa da parcela da população consciente e insatisfeita com a situação administrativa atual da sua terra natal.

Diferente do modo de agir de praticamente todo candidato a cargos executivos, Dr. Eufrásio nem esperou as convenções para anunciar o microempresário Jackson Leite, de família tradicional de Bacabal, como o nome que comporá sua chapa como candidato a vice-prefeito. A antecipação do anúncio é, segundo ele, para não dar margem para especulações ou outras infundadas pretensões.

Jackson Leite preside o Diretório Municipal do Solidariedade em Bacabal e foi um dos responsáveis por levar Dr. Eufrásio a se filiar na legenda, comandada no Maranhão por outro bacabalense, Simplício Araújo, atual secretário de estado da Indústria e Comércio.

Na entrevista Dr. Eufrásio revelou outro fato que chamará bastante atenção dos eleitores quando se concretizar. Ele garante que já na campanha eleitoral irá anunciar os nomes dos prováveis secretários de seu governo caso seja eleito.

Leia abaixo a íntegra da entrevista.

Zé Lopes – O senhor é, aos olhos da cidade de Bacabal, um grande oftalmologista. Se lançou como pré-candidato a prefeito e virou o menino dos olhos de muitos, uma nova força política, um concorrente com todos os requisitos que a nova política requer.  Explique esse acontecimento, esse avanço.

Dr. Eufrásio - Reconheço que nunca fui político e também não  sou adepto da política nos modos como são praticados atualmente, onde, os tais, vivem no mundo da corrupção, demagogia, mentira e do descaramento. Talvez porque, eu, na qualidade de um cidadão comum, que a todo instante fica entristecido e indignado com as más práticas que são noticiadas nas redes sociais e nos outros meios de comunicação, tenha de algum modo influenciado no pensamento das pessoas que estão cada vez mais conscientizadas dos deveres dos nossos representantes e dos direitos que nós do povo queremos e podemos exercer. 

Zé Lopes – O senhor recebeu vários convites, pensou, ponderou, estudou e no fim escolheu o Solidariedade para se filiar. Por que esse partido?

Dr. Eufrásio - Não acredito que existam partidos puros no nosso Brasil. Entretanto, a minha filiação no partido Solidariedade deveu-se muito ao convite feito pelo amigo Jackson Leite (um homem trabalhador, honrado, combatente e pensante de Bacabal) e também na aceitação pelo presidente estadual do partido, Simplício Araújo (atual secretário de Indústria e Comércio de nosso estado, por sinal um dos mais competentes do atual governo e também filho de Bacabal). Portanto, acredito no ser humano com qualidades individuais, apesar de todos serem passíveis de acertos,  erros ou desencontros que somente o presente ou o futuro próximo ou distante  podem certificar.

Zé Lopes – O Solidariedade é presidido pelo ex-deputado federal  e atual secretário da Indústria e Comércio, o bacabalense Simplício Araújo, que é pré-candidato a prefeito na cidade de Pedreiras. Como o senhor acha que ele pode se desdobrar para se engajar na sua luta?

Dr. Eufrásio -  Até hoje, em nenhum momento tratamos sobre como será a provável campanha em Bacabal, mas, acredito que somente a cessão da bandeira do "77" para tremular nas mãos dos nossos simpatizantes, e dentro do possível a  sua presença em algumas palestras, sejam atos de grande valia e somarão como pontos positivos nessa caminhada.

Zé Lopes – O senhor vem aproveitando os espaços que surgiram nas redes sociais para se divulgar, usa a internet para suas divulgações, para seus pontos de vista, para suas opiniões, desabafos e para se firmar como pré-candidato. Quando o senhor pretende partir para o corpo a corpo?

Dr. Eufrásio - O período eleitoral permitido em lei é de 45 dias antes das eleições, e este será o verdadeiro e legal período que pretendemos exercer a nossa prerrogativa na campanha.   Da maneira como sempre atuei na vida, de modo sincero, acho este tempo o suficiente para a divulgação de nossos pensamentos, sem bravatas, negociatas, mentiras, falsos atos ou palavras.

Zé Lopes – Em todas as discussões políticas, e são muitas, grandes e experientes políticos acham que com esse grande número de pré-candidatos possa ser que a surpresa seja uma terceira força, que arrebanhará os votos que decidirá as eleições. O senhor se considera essa terceira força?

Dr. Eufrásio - Amigo, a vaidade e a falta de humildade são consideradas como algumas das piores características que um ser humano pode ter, e do modo realista que vejo o mundo eu não consigo classificar as forças temporárias, pois, na realidade a primeira, segunda, terceira, quarta, quinta ou outras prováveis forças políticas são originadas da vontade popular em determinado momento da história, e somente no transcorrer do processo eletivo é que saberemos  quem a maioria do povo irá aprovar.

Zé Lopes – Vemos que muitas pré-candidaturas enfraqueceram, outras sumiram, outras agonizam, outras se mantêm no ostracismo, uma é natural, a do Zé Alberto, e duas caminham se digladiando, os Florêncios e os Joãos/Roberto. Dentre as novas, a sua pré-candidatura é a que está em grande ascensão. Como o senhor pretende lutar contra essas forças?

Dr. Eufrásio - Na verdade eu não luto sozinho contra eles, apenas estou dispondo meu nome para representar uma parcela da população que de modo consciente está insatisfeita contra os atos seguidamente falhos praticado por tais, e, com o meu compromisso verdadeiro de jamais incorrer em conluios que levem o mal a nossa comunidade, esperando assim, que muitos entendam, acreditem (coisa muito difícil nos dias de hoje, devido tantos exemplos que não deram certo) e possam somar forças para que consigamos o triunfo ao final.

Zé Lopes – Há duas semanas, os membros da AABAC – Associação dos Amigos de Bacabal, fizeram em São Luis uma grande confraternização e o principal homenageado foi o senhor. Já estão idealizando uma força tarefa em prol do seu nome. Como pretende conquistar esse grande número de eleitores bacabalenses que mora na Ilha, mas que votam em Bacabal e podem decidir uma eleição?

Dr. Eufrásio - A conquista dos  votos da maioria dos bacabalenses deve ser consolidada com a conscientização e a externação de que a nossa pré-candidatura é real, concreta, amparada na lei e que a nossa proposição de ser candidato já é uma realidade provável e possível acompanhada dos  requisitos de quem trabalha de modo honesto desde a adolescência, sem manchas, e com dignidade.

Zé Lopes – 2016 chega envolto a uma crise sem precedentes, política, financeira, social. Essa eleição, costumo dizer, vai ser da superação e não da ostentação. Com a sua evolução política e crescimento e fortalecimento das bases, com certeza, vai ser contactado para aquelas conversas ao pé do ouvido. Muitas promessas, muitas ideias e muitas pessoas. Com quem o Dr. Eufrásio pretende se aliar?

Dr. Eufrásio - Numa campanha política ninguém tem condições de selecionar eleitores com as perspectivas de serem pessoas boas ou ruins, tendo como lição o ensinamento bíblico escrito em joão 3 : 17 onde é citado como exemplo de Deus, a ser seguido pelos homens: "Pois Deus mandou o seu filho para salvar e não para julgá-lo". Entretanto, posso afirmar que se por obra divina e aceitação humana eu seja eleito os meus atos serão sempre em prol da bondade e do engrandecimento da nossa cidade.  As conversas de pé de ouvido poderão acontecer com outras pessoas ou candidatos, pois nunca foi ou será do meu tipo o segredo inconfessável, o que tiver de acontecer será do modo que todos possam saber (observação importante: desde já, posso dizer de modo aberto para todos da nossa cidade  que o candidato a vice-prefeito que irá compor comigo na chapa majoritária, é Jackson Leite, posto isso para não dar margem alguma para especulações ou outras infundadas pretensões. Também, na época da campanha iremos anunciar os nomes dos principais secretários do provável governo, assim, todos serão sabedores de modo antecipado da  equipe que estarão escolhendo para representar o poder público municipal de nosso município.

Zé Lopes – O senhor teve um 2015 muito bom, se lançou A pré-candidato, teve tempo de escolher em qual partido iria se filiar, recebeu e continua recebendo apoio e adesões, tem um nome leve, sem rejeições, e já desponta como um forte nome na política de Bacabal. O que o senhor espera, politicamente, em 2016?

Dr. Eufrásio - A esperança de todos na vida sempre é ser feliz, e nesta carreira política inicial o meu desejo não é somente a obtenção da vitória, pois até as derrotas também servem como aprendizagem para mim  e para todos.  A bem da verdade o que eu quero para mim e para os outros é a contínua vontade de fertilizar sempre a felicidade, e se possível for, com a vontade da maioria povo, ser vencedor nas próximas eleições.

Zé Lopes – Qual a sua mensagem para os bacabalenses nesse ano que se inicia?

Dr. Eufrásio - A mensagem mais completa de todas, é a oração que Jesus nos ensinou: Pai Nosso que estás nos céus, santificado seja o vosso nome. venha a nós o vosso reino. seja feita a Vossa vontade assim na terra como no céu. o pão nosso de cada dia nos dai hoje. perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do  mal,   amém!
Faça seu comentário

0 comentários: