PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

BACABAL: Soldado ferido durante perseguição policial ainda não voltou a andar; viatura capotou e um dos bandidos foi morto, em 2013

Uma das principais missões de um policial, sobretudo da Polícia Militar, é proporcionar segurança ao cidadão, preservando a ordem pública através de ação ostensiva, de forma integrada com a sociedade, visando o exercício pleno da cidadania.

É certo que por algumas vezes os excessos acabam gerando descontentamento por parte da população, mas o que existe por parte da maioria é o desejo de desenvolver o trabalho da melhor forma possível, nem que para alcançar esse objetivo suas próprias vidas estejam em risco, como na ocorrência registrada por volta das 14 horas do dia 16 de novembro de 2013, que gerou pânico no centro de Bacabal.

Naquela oportunidade, após tomarem de assalto uma motocicleta Honda Bros, em frente a agência da Caixa Econômica Federal, na rua Osvaldo Cruz, dois meliantes foram perseguidos por uma guarnição da Polícia Militar. Na avenida João Alberto, próximo ao Campus da Universidade Estadual do Maranhão, a viatura que conduzia os três policiais capotou por várias vezes, ainda assim, conseguiram impedir a fuga dos dois assaltantes.

Anadione Nascimento Martins, 21 anos, sofreu leves escoriações, já Lindomar, seu comparsa, que não portava documentos, foi alvejado no pescoço e veio a óbito no local. Em depoimento prestado na delegacia, Nadione relatou que ele e o comparsa, que acabou sendo morto, vieram da cidade de Maranhãozinho apenas com a intenção de cometer delitos.
Em consequência do acidente com a viatura EcoSport o soldado Ferreira ficou ferido e teve que ser imediatamente encaminhado ao Hospital Geral de Coroatá.

Com trauma na coluna vertebral e duas fraturas na lombar o policial perdeu os movimentos da cintura para baixo e até hoje, 2 anos e 2 meses depois, se submete a sessões de fisioterapia no Centro de Reabilitação de Bacabal na esperança que possa um dia voltar a andar.
A família conta que, além da dedicação incondicional da esposa, durante esse período soldado Ferreira tem recebido apoio do 15º BPM e da Associação dos Policiais Militares da Região do Médio Mearim – ASPOMMEM.

8 comentários:

  1. Muito bom vc ter editado está reportagem, sem falar que o estado perdeu várias oportunidades de reparar tais danos, hoje ele vive de favores, perdeu promoção, lamentável como o estado abandona seus guerreiros , lembro também do sgt DIOGO, cadeirante, vítima de disparo de arma de fogo em Paulo ramos, sgt Nunes, esquecido por amigos colegas e o estado, sd leonan e eu sgt moraes, vítima de acidente de trânsito dia 22 de julho de 2013, bacabal folia, nossas vidas mudaram em razão da nossa dedicação em representar o estado e defender o cidadão, e por eles fomos esquecidos.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom vc ter editado está reportagem, sem falar que o estado perdeu várias oportunidades de reparar tais danos, hoje ele vive de favores, perdeu promoção, lamentável como o estado abandona seus guerreiros , lembro também do sgt DIOGO, cadeirante, vítima de disparo de arma de fogo em Paulo ramos, sgt Nunes, esquecido por amigos colegas e o estado, sd leonan e eu sgt moraes, vítima de acidente de trânsito dia 22 de julho de 2013, bacabal folia, nossas vidas mudaram em razão da nossa dedicação em representar o estado e defender o cidadão, e por eles fomos esquecidos.

    ResponderExcluir
  3. Que ele se recupere ...Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  4. Que ele se recupere ...Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  5. So lembrando que tem um tal de direitos humanos que so defedem os direitos dos que so fazem mala sociedade.será se algum representante desse tal direitos humanos ja visitar algum soldado hj fora das suas funções por conta de uma lesão ocorrida defendendo os enteresses da sociedade...

    ResponderExcluir
  6. Ver.Adones Bom Lugar21 de janeiro de 2016 15:13

    Acho q um polícia quando se fere em trabalho e não consegui + volta ao trabalho por motivos do acidente, deveria c promovido um cargo a + , ex se é cabo vai pra Sgt e assim por diante. Não vai tirar o trauma + vai ajuda-lo um pouco.

    ResponderExcluir
  7. Sistema poder esse da segurança pública. Não aconselho ninguém seguir carreira na Polícia. Primeiro por n ser valorizado e segundo pq a própria Polícia em si e seu sistema eh podre.

    ResponderExcluir

Denúncias, críticas, reclamações e/ou sugestões devem ser enviadas para o email blogdosergiomatias@gmail.com ou via aplicativo whatzApp (99) 8217-3212.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...