PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banner-OUTUBRO-valendo-1.gif

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

ASSISTA O VÍDEO: Comandante do 15º BPM perde novamente o controle e ameaça policial com uma pistola

Atualizada à 0h57 - 09/01

Desde o início da manhã desta sexta-feira (8) o titular deste blog tem sido informado da situação envolvendo o comando do 15º BPM, sediado em Bacabal, e a tropa de policiais que, em função da insatisfação gerada após algumas medidas adoradas pelo Tenente-coronel Miguel Neto, permaneceu no quartel e recolheu as viaturas.

Tal decisão, que contou com total e irrestrito apoio da Associação dos Policiais Militares da Região do Médio Mearim – ASPOMMEM, por pouco não teve um desfecho trágico.


Tido pelo Tenente-coronel Miguel Neto como um dos líderes do movimento reivindicatório, o policial Ney Fernandes Bandeira (Cabo Bandeira) foi convocado a comparecer no gabinete do comandante, o que foi prontamente feito, porém, cauteloso com a reação que o seu superior poderia vir a ter, já que por inúmeras oportunidades ele deu demonstrações de perder o controle emocional diante de fatos que lhe contrariam, o policial se fez acompanhar do advogado Juscelino Freitas Mendes, representando a associação da categoria.

Como o comandante insistentemente pedia que o advogado se retirasse do gabinete ou determinaria que fosse retirado a força, o policial resolveu registrar a conversa. Ao perceber, Tenente-coronel Miguel Neto partiu para cima com a arma de fogo em punho e apontado para a cabeça de Cabo Bandeira. Aos gritos, exigia que o vídeo fosse apagado.


Para evitar que tanto o policial como seu advogado saíssem, o comandante bateu bruscamente a porta do gabinete, mas diante da confusão que também foi presenciada pelo policial F. Gomes, presidente da Associação dos Policiais Militares da Região do Médio Mearim, outras pessoas intercederam e conseguiram evitar que algo mais grave acontecesse, como um tiro ser disparado.


Em estado de choque e na companhia do advogado e dos colegas de farda, Cabo Bandeira foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal e, em seguida, a Delegacia do 1º Distrito Policial onde o advogado Juscelino Farias registrou um boletim de ocorrência. O vídeo feito no gabinete do comandante também foi entregue ao delegado. ASSISTA ABAIXO.
Até por volta do começo da noite o comandante Miguel Neto permanecia trancado em seu gabinete e a tropa aquartelada. A cidade que já vivia o pesadelo da quase total insegurança atravessa um momento critico e toda cautela é pouca.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e o Comando Geral da polícia Militar do Maranhão foram comunicados.


Comandante divulgou nota

Em nota divulgada à imprensa no final da noite, o Tenente-coronel Miguel Neto alegou legitima defesa, dando a entender que o seu subordinado poderia lhe atirar, já que o mesmo portava duas armas de fogo na cintura.

O caso ganhou imensa repercussão em toda a mídia maranhense e até de outro estado.
EM TEMPO: Tenente-coronel Miguel Neto foi afastado do 15º BPM pelo Comando Geral da PMMA até que o caso seja investigado. Ele o Cabo Bandeira deverão ser conduzidos para o Quartel em nossa capital ou ouvidos por superiores aqui mesmo no 15º BPM.

A qualquer momento novas informações...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...