PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banners-novembro-1.gif

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

NATAL SEM BRILHO: Enfeites 'esquecidos' numa praça é a única decoração em Bacabal por parte do prefeito Zé Alberto, desgastado por atrasos de salários e calotes

Decoração que ficou 'esquecida' na praça após um
evento que aconteceu no último final de semana.
Com exceção dessa acanhada decoração que foi deixada na ‘Praça do Bolo’ após um evento cultural, não há por parte do poder público municipal nada que indique estarmos no período natalino. As praças, ruas e avenidas que diuturnamente já vivem esquecidas não mereceram atenção de Zé Alberto (PRB) nem no final de ano.

A população assombrada pela onda de violência, ausência de qualidade nos serviços públicos e tantas outras mazelas, busca entender as razões para tanto desleixo. Há quem aposte que, além da incapacidade do gestor, a data originalmente destinada a celebrar o nascimento de Jesus Cristo foi deixada de lado, por Zé Alberto, em razão alheia às suas obrigações como prefeito, que deveriam ser de posição neutra no campo religioso, mas que, no entanto, não acontece em virtude da primeira-dama Silvia Veloso e pelo menos duas de suas filhas serem evangélicas, segmento cristão que considera o natal uma festa pagã.

Tal medida escancara a falta de tato do atual gestor municipal que, volta e meia, não consegue discernir o prédio da prefeitura de suas fazendas/residência/empreendimentos particulares. Pois como todos bem sabem, é de uma mesa no Lojão da Carne, localizada no cruzamento das ruas Dr. Paulo Ramos e Manoel Alves de Abreu, que ele diz administrar o município, despachando inclusive com fornecedores, secretários e “seus” vereadores.
Zé Alberto posando para foto em suas raras
aparições no gabinete da prefeitura.
Calotes

Prestadores de serviço não estão em situação diferente dos servidores. A exemplo da bioquímica Francely Carvalho de Sousa e do técnico em radiologia Jéfferson Sousa que levaram calote e até hoje esperam receber o que lhes é devido. Ambos, acreditando que tais fatos não eram de conhecimento de Zé Alberto chegaram a fazer apelos à ele.

O técnico em radiologia, contratado pelo diretor do Socorrão e pelo próprio secretário de Saúde para prestar serviço no hospital municipal de urgência e emergência, após várias andanças resolveu cobrar diretamente ao prefeito em sua casa e na frente de vários assessores. já a bioquímica usou um canal de TV.

Nos dois casos absolutamente nada foi feito, demonstrando que foi um ledo engano acreditar que Zé Alberto, prefeito de Bacabal e candidato a reeleição, não compactuava com o calote dado nesses dois profissionais bacabalenses pagadores de seus impostos e que, infelizmente, foram enganados por aquele que a maioria do povo acreditou ser um homem de palavra, mas que até o momento só decepcionou e há tempos figura no topo da relação dos prefeitos mais impopulares do Maranhão.
O certo é que a poucas horas do natal e 2016 batendo à porta, o clima em Bacabal é desolador, principalmente para os servidores públicos municipais que estão com salários em atraso, inclusive o 13º, e tolhidos de sequer ter o prazer de comprar um presente para a esposa, esposo e filhos, ceia nem pensar.

Peru na mesa

Na noite do próximo dia 24 de dezembro Zé Alberto e seus apaziguados obviamente que sentarão ao redor de uma mesa farta e trocarão presentes caros e sofisticados.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...