PUBLICIDADE

sobrinho_banner
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNERS-agosto-4.gif

Juri popular condena a 17 anos de reclusão acusado de assassinar criança em Bacabal

O auditório do Salão do Juri do Fórum da Comarca de Bacabal ficou lotado, nesta quinta-feira (10), por populares, entre os quais familiares do pequeno Pedro Henrique Neves Galvão, de 7 anos de idade, e do acusado de tê-lo assassinado com requintes de crueldade.

O corpo da vítima foi encontrado na tarde do dia 16 de junho de 2014, nas margens do Rio Mearim, próximo ao balneário (Avenida Mearim).
Jadielson Ferreira de Sá Saldanha, o "Ulisses", é apontado como autor do crime e, desde 17 de junho do mesmo ano, se encontra preso em nossa capital. Em agosto do ano passado ele já havia retornado a Bacabal para participar de uma audiência no Fórum e, logo depois, foi recambiado novamente para a capital.

Nesta quinta-feira (10), finalmente, o júri popular foi realizado e o réu sentenciado a cumprir a pena de 17 anos de prisão em regime fechado a ser cumprida na Unidade Prisional de Ressocialização, no Bairro Olho D’Água, em São Luís.
O Defensor Público Pablo Carvalho, que acompanhou o réu, afirmou que irá recorrer da decisão por entender que pelo menos duas qualificadoras do crime não existiram. Ele cita como exemplo os laudos cadavéricos que sequer são conclusivos quanto ao meio que provocou a morte, se foi uma pancada na cabeça ou afogamento.

Ana Cristina, irmã da vítima, se disse satisfeita com o resultado do julgamento. 
Na avaliação do Juiz Jorge Antônio Sales Leite, titular da 3ª Vara da Comarca de Bacabal, e que presidiu a sessão, o judiciário cumpriu com seu papel e o júri foi realizado a contento.

ENTENDA O CASO E ASSISTA IMAGENS REGISTRADAS NO MOMENTO EM QUE OS FAMILIARES DA VÍTIMA ENCONTRAM SEU CORPO:
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

AGORA BACABAL

AGORA BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE