Com salários atrasados servidores da Prefeitura de Bacabal ameaçam cruzar os braços nas próximas horas

22/12/2015
Servidores do Hospital Materno Infantil
dizem que foram ameaçados de demissão.
Através de ofício encaminhado ao prefeito Jose Alberto Oliveira Veloso (PRB), o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Bacabal comunicou da decisão aprovada na tarde desta segunda-feira (21) durante Assembleia Geral realizada na sede da entidade.

O teor do documento assinado pela presidenta Valdiza Vieira Silva diz que caso não seja regularizado o pagamento dos salários em atraso e o 13º salário de todos os servidores público do município em até 72 horas, e caso o problema persista, a categoria paralisará suas atividades por tempo indeterminado. Ressaltam que só serão mantidos os serviços essenciais a exemplo da urgência e emergência dos hospitais Socorrão e Materno Infantil.

O ofício é encerrado com o texto a seguir: “Vossa excelência é conhecedor dos direitos destes nobres profissionais, e que os mesmos aguardam uma posição do poder público uma vez que precisam honrar com seus compromissos e suprirem as suas necessidades básicas e de seus dependentes”.

Esse imbróglio se arrasta há vários meses, sendo que o município ainda não conseguiu contorna-lo alegando queda na receita. A pasta mais afetada é a da Saúde. Na manhã desta terça-feira (22) servidores do Hospital Materno Infantil resolveram fazer uma paralisação de advertência, atitude que teria sido prontamente reprovada pelos gestores da Secretária de Saúde. Informações repassadas ao blog, dão conta que os mesmos foram ameaçados de demissão e mandados de volta para casa.

O fato é que as cirurgias marcadas para acontecer no dia de hoje tiveram que ser suspensas. A mesma iniciativa deverá ser adotada pelos servidores do Pronto Socorro Municipal.

A qualquer momento novas informações...

Leia também

Next
Faça seu comentário

5 comentários: