I Seminário de Formação Artística e Cultural de Bacabal foi aberto por conselheiro nacional de políticas do MinC

26/11/2015
Informações da Ascom/Prefeitura de Bacabal
Redação de Carlos Brasil

O músico e Conselheiro Nacional de Políticas do Ministério da Cultura, Val Macambira, abriu, na manhã desta quinta-feira (26), com a realização de uma palestra sobre os Desafios da Captação de Recursos para Políticas das Artes, através das leis de incentivo a cultura, o I Seminário de Formação Artística e Cultural de Bacabal.

O evento, que está acontecendo no auditório da Escola de Música Maestro Almir Garçês Assaí, tem continuidade na manhã desta sexta-feira (27), e faz parte do Programa Mais Cultura na Cidade, da Secretaria Municipal da Cultura de Bacabal.

O seminário tem como objetivo capacitar artistas e produtores culturais de Bacabal no que diz respeito à elaboração de projetos através das Leis de Incentivo a cultura, principalmente à Lei Estadual que poucos artistas e empresários da cadeia produtiva da cultura conhecem no inteiro do estado.

Dele participam gestores públicos, profissionais de cultura e educação, artistas, mestres de culturas populares e representantes de movimentos sociais.
A secretária de Cultura, Cristina Miranda (foto acima), explica que, entre os temas abordados estão, "Leis de incentivo: o que são e como aplicá-las", cuja expositora é Caroline Lima Veloso, secretária adjunta de Cultura do Estado do Maranhão; e Sistema Nacional de Cultura e elaboração de projetos especiais, com o próprio Val Macambira.

Também está na pauta do seminário à infraestrutura dos grupos culturais, o reconhecimento dos saberes artísticos e culturais populares, o papel dos agentes culturais como importantes atores para o desenvolvimento do município, por isso a importância da formação artística e cultural desses agentes.

Durante o evento, será Ministrada a importante palestra e oficina sobre o Sistema Nacional de Cultura e em que estágio se encontra o município de Bacabal dentro desse sistema. O seminário termina na parte.

Leia também

Next
Faça seu comentário

0 comentários: