Publicidade

BANNER-NOVO-governo-do-estado.gif
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNERS-GERAL-maio-3.gif

Em Carta Aberta, empresa se diz lesada pela Secretaria Municipal de Saúde de Bacabal e cobra prefeito

Na sessão da Câmara Municipal de Bacabal, realizada na tarde desta quarta-feira (25) foi apresentado aos vereadores o conteúdo da Carta Aberta endereçada ao legislativo bacabalense onde a responsável por uma empresa, especializada em microbiologia e analises clinicas, com sede em Bacabal e com 17 unidades em toda a região, cobra da Prefeitura de Bacabal o pagamento pelos serviços prestados e se dizendo altamente lesada pela irresponsabilidade dos gestores que estão à frente da Secretaria Municipal de Saúde.

Na realidade, há mais de uma semana os edis já haviam tomado conhecimento dos fatos narrados na carta, entretanto, os integrantes da bancada governista impediram que a mesma fosse apresentada em plenário prometendo intermediar no caso justo ao poder público municipal. Como nem os legítimos fiscais do povo conseguiram, a carta foi lida na tribuna, causando perplexidade nos populares que se encontravam na galeria e nos membros da imprensa. Quem assina a carta é a bioquímica Francely Carvalho de Sousa que concedeu, na manhã desta quinta-feira (26), entrevista à equipe de reportagem da TV Difusora/Bacabal, e irá ao ar a partir do meio-dia, no programa Ronda na Difusora, apresentado por Randyson Laércio.
CARTA ABERTA À CÂMARA DE VEREADORES DE BACABAL

A representante da Empresa Almeida e Sousa Ltda, CNPJ – 07.392.977/0001-40 com sede na Rua Antonio Lobo, 71 no centro de Bacabal, MA, vem a público expor uma situação pelo qual está passando e ao mesmo tempo solicitar ajuda no sentido de cobrar da Prefeitura de Bacabal e dos seus gestores e secretários que procurem honrar com os compromissos assumidos com esta empresa e com todas aquelas que prestam serviços a esta instituição pública.

A empresa com nome de fantasia MICROLAB realiza exames de análises clínicas e para esse fim foi contratada pela Secretaria de Saúde do Município de Bacabal – MA, em 30/10/2013,  conforme contrato de licitação.  Segundo o contrato a empresa prestou serviço pelo período de um (01) ano, quando então encerrou-se o referido contrato. Acontece que o referido contrato terminou em 30 de outubro de 2014 e até a presente data a Prefeitura de Bacabal não sanou os débitos existentes. Vale ressaltar que a representante da empresa Dra. Francely Carvalho de Sousa depois de muito caminhar, telefonar e receber prazos pra pagamentos (muitos nunca cumpridos, diga-se de passagem), tentou de todas as formas negociar e receber os valores dos débitos, sem nunca obter  êxito.

Todos que trabalham com a finalidade de receber. Gostaria de esclarecer que mesmo a prefeitura não pagando em dia, a empresa cumpriu com o contrato por acreditar que a prefeitura honraria com seu débito, o que não aconteceu. A empresa é de pequeno porte, mas precisa pagar seus fornecedores, seus funcionários, seus impostos (inclusive ISS) e diversas despesas inerentes à sua atividade. Esta foi altamente lesada pela irresponsabilidade dos gestores que estão à frente da SEMUS.

Se a empresa tomou a decisão de mandar esta carta à Câmara de Vereadores de Bacabal é simplesmente por que necessita ser ouvida e, também, para que todos saibam como os gestores do município tratam os empregadores e como se “preocupam” com o desenvolvimento de nossa cidade. A empresa não quer ser preferida, quer ser respeitada e receber o que tem direito visto que trabalhou por isso. Já se falou com muita gente da prefeitura. Desde secretário de Saúde a chefe da contabilidade, interventor, Secretário de Administração, parentes e aderentes do prefeito, só não consegue falar com o blindado prefeito. Ninguém deixa.

A empresa gostaria de saber se o prefeito tem noção do que realmente deve, pois pouca gente tem acesso à ele. Será que ele sabe a real situação econômica da prefeitura? Ou os seus funcionários ganham também pra esconder as dívidas e não levar problemas ao mesmo?!

Pra quem não conhece a representante da empresa vou esclarecer antes de receber os adjetivos: sou negra, de origem pobre, filha de Celina Carvalho de Sousa, costureira; e Francisco Lima de Sousa, funcionário público (in memorian), nascida e criada em Bacabal. (não sou forasteira).

Formada em Farmácia pela Universidade Regional do Nordeste e em Bioquímica pela Universidade Federal do Maranhão. Tenho especialização em Citologia Clínica pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, em Metodologia de Ensino do 3º grau pela Universidade Estadual do Maranhão e em Microbiologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Sou professora concursada da Universidade Estadual do Maranhão e professora pesquisadora da FAPEMA.

A empresa foi criada em 02 de setembro de 2002, sua sede é em Bacabal, e já possui 17 unidades em Bacabal e região.

Gostaria de esclarecer que após a abertura desta carta a empresa recorrerá aos meios legais para receber os valores devidos.

Francely Carvalho de Sousa
Bioquímica
Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ZEZO EM BACABAL

ZEZO EM BACABAL

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

NOTÍCIAS DA HORA

NOTÍCIAS DA HORA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE