COVARDIA: Garota de 6 anos morre após ser encontrada agonizando e com sinais de violência sexual

23/11/2015
Atualizada às 22h50

Desaparecida deste a noite do último sábado (21), a pequena Maysa Moreno da Silva, de apenas 6 anos de idade, foi encontrada agonizando e com sinais de violência sexual, na manhã do dia seguinte em um matagal, no Povoado Queimadas, zona rural do município de Urbano Santos, interior do Maranhão.

De acordo com informações publicadas por Antenor Ferreira, do Blog interligado, a prefeita Iracema Vale teria solicitado um táxi-aéreo para a transferência da criança para um hospital da nossa capital, mas, infelizmente, não houve mais tempo. A criança veio a óbito ainda quando estava recebendo atendimento em Urbano Santos.

Ao tomar conhecimento do fato o Blog do Sérgio Matias conseguiu manter contato com Dr. Christian Guzman, médico que se encontrava de plantão no Hospital Municipal Valdir Melo e que atendeu a vítima. Ele nos informou que Maysa deu entrada naquela unidade de saúde por volta das 10h05 do último domingo (22), apresentando estado de desidratação grave, insuficiência respiratória, inconsciente e sinais de sepse já em choque séptico.

O médico reafirmou que a vítima apresentava sinais de ter sofrido violência sexual e que, diante do quadro, foram tomadas todas as medidas dentro das condições médicas e estruturais que o hospital dispõe para o atendimento a um paciente grave.
Maysa entrou em parada cardiorrespiratória e Dr. Guzman recorreu à técnica da ressuscitação cardiopulmonar (RCP), por aproximadamente 30 minutos, mas a criança não resistiu.

Diante das evidências da vítima ter sido estuprada, o médico solicitou que seu corpo fosse encaminhado ao Instituto Médico Legal, em São Luís. 
O resultado deverá sair nos próximos dias.

O corpo de Maysa foi sepultado na tarde desta segunda-feira (23). 

Investigação

Esse crime bárbaro deixou a população do Maranhão inteira perplexa e abalada. É extremamente necessário que a Secretaria de Estado da Segurança Pública dê uma resposta o mais rápido possível colocando esse monstro na cadeia.

Em entrevista concedida à TV Difusora de nossa capital o Superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Dircival Gonçalves, disse que a polícia tem uma linha de investigação e que já há um suspeito desse crime hediondo.

Faça seu comentário

1 comentários: