GOVERNO DO MARANHÃO

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

PUBLICIDADE

BANNERS-DEZEMBRO-3.gif

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Bacabal: Onda de assaltos continua e secretário de segurança ainda não cumpriu promessa de visitar a cidade

Portão da Farmácia do Trabalhador,
na Estrada da Bela Vista.
Muito embora se perceba que há por parte do comando e da tropa a boa vontade de fazer o melhor, o 15º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Bacabal, continua sem conseguir cessar a onda de assaltos que há bastante tempo vem causado prejuízos para os cidadãos de bem e para o comércio.

Na noite de ontem e madrugada desta quinta-feira (19), por exemplo, alguns casos foram registrados. Na Rua Viriato Correia, no Bairro da Areia, próximo ao centro de saúde, quatro adolescentes que conversavam na porta de casa tiveram seus aparelhos celulares tomados de assalto, já pela manhã, ao chegar para abrir seu estabelecimento comercial o proprietário se deparou com o portão de zinco arrombado. Ao adentrar a farmácia, localizada na Estrada da Bela Vista, ele deu por falta de produtos e de um tablet.

No estabelecimento não há vigia nem muito menos câmeras de circuito de segurança.

O proprietário também afirma que, por enquanto, não conseguiu qualquer informação sobre o episódio e lamenta pela insegurança em Bacabal.

Devido a reclamações como esta, no dia 26 de outubro, portanto há quase 1 mês, o presidente da Câmara Municipal de Bacabal, Manuel da Concórdia (PSB) esteve na sede da SSP/MA, em São Luís, com uma comissão de vereadores reunida com o Jefferson Portela, secretário de Segurança Pública.
Além do presidente do legislativo bacabalense, fizeram parte da comissão: Reginaldo do Posto (PPS), Regilda Santos (PSD), Professor Maninho (PMDB), Edvan Brandão (PP), Erivelto Martins (PP) e Florêncio Neto (PHS). O deputado Estadual Carlinhos Florêncio (PHS), também acompanhou toda a reunião.
“Precisamos que um novo planejamento operacional seja definido. Temos ciência do baixo efetivo do 15º Batalhão, das carências enfrentadas pelo comandante da área de abrangência do patrulhamento, e que algo precisa ser feito com urgência”, disse o vereador Manuel da Concórdia.
Depois de ter ouvido cada vereador, o secretário garantiu que no prazo de quinze dias estaria em Bacabal, porém, a promessa não foi cumprida e até o momento a sociedade não tomou conhecimento de qualquer iniciativa que vise solucionar a questão.
O que tem restado para o cidadão bacabalense é torcer para contar com a sorte de não ser a próxima vítima.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...