PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banners-novembro-3.gif

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

A TARJA TÁ PRETA! Será que nem remédio controlado escapa da ação dos meliantes em Bacabal?

O dia a dia do bacabalense que por vários aspectos já não é fácil, acaba se tornando pior por consequência da insegurança que a população é submetida quando vai às ruas ou mesmo dentro de casa.

Por mais que a Polícia Militar faça suas rondas ostensivas o número de ocorrências não diminui e diariamente nos deparamos com relatos de alguma vítima, e o caso da cabeleireira Cida pode ter sido mais uma.
Profissional bastante conhecida na cidade, ela é mãe de uma jovem com distúrbio psíquico e epilepsia, condições de saúde que fazem com que a mesma necessite do uso constante de remédios controlados e, por essa razão, Cida esteve na manhã desta quinta-feira (5), no centro comercial de Bacabal, fazendo a comprar da medicação.

Depois de sair de uma farmácia carregando a sacola com os remédios (2 caixas de Carbamazepina/400mg, 1 de Gardenal/100mg, 1 de Lepitico/25mg e 1 de Clobazam/20mg) todos de uso controlado, ela conta que entrou na loja Feirão dos Cosméticos, localizada na Avenida Getúlio Vargas, e enquanto fazia o pagamento de alguns produtos, deixou a sacola com a medicação em cima do balcão do estabelecimento.
Cida Cabeleireira.
Segundos após, Cida notou que a sacola havia desaparecido. Ela conta também que no local havia pouquíssimos clientes, dentre eles, uma senhora morena e de estatura baixa que acabou deixando para trás outra sacola com absorventes.

Esse fato fez com que a cabeleireira acreditasse que a senhora teria levado por engano a sua sacola com a medicação, porém, até por volta das 22 horas desta quinta-feira, ninguém havia aparecido para devolve-la, seja na loja de cosméticos ou na farmácia onde os remédios foram comprados, levando Cida a crer que a situação não aconteceu por acaso, mas foi um furto praticado pela tal senhora ou por alguém que acreditava ter na sacola algo mais valioso.

Como os remédios são de uso controlado, ela ainda acredita que possa reaver-los e pede encarecidamente a quem encontrar que entre em contato pelo telefone: (99) 98137-8526.

“Por favor, essa medicação é de minha filha que depende dela para viver”, escreveu Cida em seu perfil no Facebook.

Em contato com o titular desse blog, a cabeleireira lamentou o fato do estabelecimento de onde a sacola sumiu não ter câmeras de seguração que, certamente, facilitaria na identificação da pessoal que levou a sacola.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...