Publicidade

banner--governo-do-estado-2018-2.gif banner--governo-do-estado-2018.gif
Tecnologia do Blogger.

Teste Teste Teste

DUDA BIJOUX

DUDA BIJOUX

DEPÓSITO DE BEBIDAS

DEPÓSITO DE BEBIDAS

FACEBOOK

FACEBOOK

PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO! SYGMA CURSOS TÉCNICOS E PROFISSIONALIZANTES

TV ÁGAPE (canal 40)

TV DIFUSORA (canal 2)

TV DIFUSORA (canal 2)

PESQUISAR

Arquivo do blog

ELEIÇÕES 2016

ELEIÇÕES 2016

Postagens populares

PERFUMES & PRESENTES

PERFUMES & PRESENTES

RÁDIO MIX

RÁDIO MIX
TV Difusora, canal 2, 6h15

LinkWithin

FANPAGE

Publicidade

BANNERS-GERAL-junho-3.gif

CADÊ JEFFERSON PORTELA?! Assaltantes, entre eles um menor de idade, colocam facão no pescoço de adolescente no centro de Bacabal e em plena luz do dia

Eleita para compor um dos dois Conselhos Tutelares da Criança e do Adolescente, em Bacabal, a partir de janeiro de 2016, Franciane Sousa viveu um drama na manhã desta segunda-feira (30), quando por volta das 10 horas, sua filha [adolescente] foi colocada de joelhos e teve um facão colocado em seu pescoço em plena via pública, mas precisamente na Rua 28 de Julho, centro de Bacabal. De acordo com relato da conselheira eleita, publicada nas redes sociais, eram dois meliantes: um menor de idade, e o outro já aparentando ser adulto, que pressionou a arma branca no pescoço de sua filha para que ela não reagisse. “... saindo de casa para me dirigir até o fórum desta cidade, ao final da rua avistei minha filha que vinha da escola, então a aguardei na calçada para entregar a chave da casa. Quando ela se aproximou de mim joguei as chaves em suas mãos, atravessei a rua e segui. Ao dá alguns passos pude ouvi dois fortes gritos - Mamãe, Mamãe, então olhei para trás e meu mundo escureceu por completo pela imagem que eu vir. Minha filha de joelhos... Respirei e me faltou o chão”.
Graças a intervenção de populares o menor de idade foi contido e entregue a Polícia Militar, enquanto que seu comparsa conseguiu se evadir. Informações repassadas à polícia dão conta que ele reside no Bairro Trizidela, mas até o momento seu paradeiro é desconhecido.
A adolescente vítima desses meliantes não sofreu nenhum ferimento, mas, certamente, necessitará de acompanhamento psicológico diante do drama vivido.
Ainda nas redes sociais, Franciane Sousa expressou sua indignação com a falta de segurança na nossa cidade: “... Impossível acreditar que seja verídica uma estatística apresentada em Bacabal que a violência tenha caído consideravelmente nessa última gestão do 15º BPM. Cidade jogada ao léu onde cidadãos de bem estão encarcerados, presos ou reféns da marginalidade. A cada meia-hora temos roubos, furtos, assaltos, menores infratores apreendidos, e algumas vezes homicídios. Toda coragem e determinação da tropa se tornam insignificante [...] Aos policiais militares que têm se esforçado diuturnamente em situações precárias, o meu respeito, administração, e agradecimentos”, desabafou.
A Polícia Civil investigará o caso...
E MAIS
No dia 26 de outubro desse ano uma comissão de vereadores de Bacabal se reuniu com secretário de Segurança Pública Jefferson Portela. O encontro aconteceu no inicio da manhã, na sede da SSP/MA. Na reunião, os vereadores cobraram empenho do secretário para conter a onda de violência que voltou a atingir o município de Bacabal.
Além do presidente do legislativo bacabalense, fizeram parte da comissão: Reginaldo do Posto (PPS), Regilda Santos (PSD), Professor Maninho (PMDB), Edvan Brandão (PP), Erivelto Martins (PP) e Florêncio Neto (PHS). O deputado Estadual Carlinhos Florêncio (PHS), também acompanhou toda a reunião.
“Precisamos que um novo planejamento operacional seja definido. Temos ciência do baixo efetivo do 15º Batalhão, das carências enfrentadas pelo comandante da área de abrangência do patrulhamento, e que algo precisa ser feito com urgência”, disse o vereador Manuel da Concórdia.
Depois de ouvir cada vereador, o secretário garantiu que no prazo de quinze dias estaria em Bacabal.
Por isso a pergunta: CADÊ JEFFERSON PORTELA?
Compartilhar:

Granja é assaltada por meliantes que fugiram atirando a esmo, em Bacabal

Por volta das 13 horas da sexta-feira (27) um estabelecimento comercial, na Rua Maranhão Sobrinho, no Bairro Alto Cururupu, foi alvo de uma dupla de assaltantes que chegou ao local em uma motocicleta Honda/CG Titan, cor vermelha, sem placa. Enquanto um aguardava no veículo o outro adentrou a granja e anunciou o assalto.

De acordo com informações, uma determinada quantia em dinheiro foi levada.

Uma equipe do Esquadrão Águia, do 15º BPM, chegou minutos após os meliantes empreenderem fuga efetuando a esmo pelo menos quatro disparos de arma de fogo, inclusive em direção ao proprietário do estabelecimento que, no momento da ação delituosa, estava acompanhado de três funcionários.

O Serviço de Inteligência da Polícia Militar está fazendo levantamento no intuito de identificar os mesmos.
Compartilhar:

CIGANOS! Sobe para 6 o número de mortos na chacina em Alto Alegre do Maranhão

Francisco das Chagas Cordeiro e Joaquim Sousa Aguiar, baleados durante a troca de tiros ocorrida na cidade de Alto Alegre do Maranhão, na noite de terça-feira (24), e que se encontravam internados na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Geral de Peritoró, não resistiram aos ferimentos e acabaram vindos a óbito neste final de semana.

Sendo assim, soube para 6 o número de mortos na chacina envolvendo famílias de ciganos que residem em Alto Alegre do Maranhão.

Mateus Soares da Silva, Irlan Alves de Castro, Aldemir da Silva e Adriano Alves Castro morreram durante a troca de tiros.
O único sobrevivente foi identificado como Ruan, Vulgo “Nêgo”, que após o ocorrido foi encontrado pela Polícia Militar quando recebia atendimento no Hospital Geral de Peritoró. Ele chegou a ser trazido para Bacabal onde foi ouvido na 16ª Delegacia Regional e em seguida liberado.

Compartilhar:

Ventiladores são entregues a Povoado de Alto Fogoso por Roberto Costa

Na manhã do último domingo (20), o deputado estadual Roberto Costa (PMDB), ao lado do vereador Serafim Reis e do líder comunitário Dedê da Trizidela realizaram a entrega de novos ventiladores à igreja católica do Povoado de Alto Fogoso, zona rural de Bacabal.

O ato foi em pedido da integrante da paróquia, Márcia Oliveira. Ela afirma que foi prontamente atendida pelo deputado e agradeceu pela disponibilidade neste pequeno, mas válido gesto. “É uma parceria que se inicia hoje e deverá perdurar por muito tempo, pois ele não se esquece da população mais afastada do centro de Bacabal e também mais necessitada”, enfatizou Márcia.
Para Roberto Costa, ajudar a comunidade é importante até mesmo nos pequenos detalhes. “A igreja tem um papel muito importante nas comunidades mais desassistidas, pois evita que mais jovens se entreguem ao mundo das drogas e do tráfico. São atos como este que mantém a estrutura, não só física, mas também espiritual da comunidade que frequenta a igreja”, disse.
O vereador Serafim Reis frisa a iniciativa do parlamentar. “Roberto Costa tem um trabalho muito grande com as comunidades. Essa entrega é uma contribuição à igreja no sentido de ajudar a comunidade católica, mas também de ajudar a todo o povoado que vem até a igreja. Para ele e para nós, é gratificante contribuir”, disse.
Compartilhar:

Confusão em Lago da Pedra, hospital de Bacabal e o peixe da Dedé

A visita que o governador Flávio Dino (PC do B) fez a Lago da Pedra, na manhã deste sábado (28), repercutiu intensamente e gerou um turbilhão de opiniões a favor e contrárias a sua atitude de não permitir que a prefeita daquela cidade se pronunciasse perante o público que foi prestigiar o anúncio de obras, de acordo com o Governo do Estado, direcionados às áreas da saúde, educação, saneamento, regularização fundiária e infraestrutura. Dentre as ações, está o início do programa Mais Asfalto que proporcionará mobilidade e contribuirá com a melhoria da qualidade de vida da população.
“Temos um conjunto de realizações em favor do povo e da população do Maranhão. Vamos continuar investindo em ações estruturantes para construir um estado com mais oportunidades para todos”, declarou Flávio Dino, ao anunciar as obras que serão realizadas pelo Governo do Estado. Na ocasião, foram entregues títulos de terra a moradores da região, por meio do Instituto de Terras do Maranhão (Iterma).
Bate-boca
Até aí tudo transcorria muito bem, mas ao ser impedida de se pronunciar a prefeita Maura Jorge ficou indignada, causando constrangimento ao governador e a todas as autoridades presentes. Surpreso com a reação, Flávio Dino tentou se justificar alegando que o ato era do Governo do Maranhão e que no estado só havia um governador. Ele também insinuou que o momento não seria para tratar de questões eleitorais, dando a entender que Maura Jorge não estaria imbuída no papel de prefeita, mas interessada em se promover eleitoralmente. ASSISTA ABAIXO.
Tal atitude do governador foi reprovada quase que unanimemente, considerada autoritária e extremamente deselegante, ainda mais se tratando da chefe do executivo municipal. Reclamações nesse sentido estão se tornando corriqueiras. Em agosto desse ano, por exemplo, quando da primeira e única visita do governador a Bacabal, parte dos profissionais da imprensa local foi impedida de ter acesso à área onde está sendo reconstruído o Hospital Regional Laura Vasconcelos. João Baiano, repórter fotográfico e administrador do site de eventos Cuxa.com, foi um que saiu decepcionado.

Ao ser barrado pelos seguranças, ele acreditou que o governador pudesse liberar sua passagem, mas, segundo ele, Flávio Dino foi ríspido e disse: “Não trabalho nisso não!”.

Ficou para 2016

Naquela oportunidade a conclusão da obra tão esperada pela população bacabalense foi anunciada para o dia 10 de dezembro desse ano, entretanto, o próprio governador já postergou.
Voltando a comentar sobre o imbróglio em Lago da Pedra, o vice-governador Carlos Brandão e secretário estadual Neto Evangelista (Desenvolvimento Social), genro de Maura Jorge, se esmeraram para pacificar a situação, mas foi em vão.

Peixe fora d’água

Após o encerramento do evento, enquanto a prefeita protestava em cima de um trio elétrico, o governador retornou para a capital e seu vice Carlos Brandão preferiu dá uma esticadinha até Bacabal onde foi visto na companhia do deputado estadual Vinicius Louro, do prefeito de São Mateus do Maranhão, Miltinho Aragão; e do empresário Rongey Mourão que fez as vezes de anfitrião e os recepcionou durante uma peixada caprichosamente preparada por Dedé do Mandí em sua residência, no Bairro da Areia.
Compartilhar:

BACABAL: Secretária Municipal de Cultura expressa agradecimentos por realização de seminário

Por Cristina Miranda
Secretária de Cultura de Bacabal

O I Seminário de Formação Artística e Cultural foi um marco nessa nova gestão. Planejar culturalmente com os agentes culturais do nosso município dando-lhes oportunidades de conhecer as novas ferramentas de trabalho em parceria com a SECMA e, de acordo com as normas do Ministério da Cultura, é a nossa meta.

Quero aqui agradecer a todas as pessoas que compareceram no evento, tirando suas dúvidas e fazendo suas contribuições. Agradecer a esse grande mestre da cultura popular brasileira, Val Macambira [Conselheiro Nacional de Políticas do Ministério da Cultura], e a Cica, por sua contribuição e conhecimento cultural. Agradecer ao governo do Estado, na pessoa da Secretaria Adjunta Caroline Veloso, pelos esclarecimentos sobre a Lei de Incentivo Cultural. Agradecer ao apoio e confiança da Prefeitura Municipal de Bacabal no nosso trabalho. Agradecer a toda equipe da Secretaria de Cultura pelo esforço e empenho.
Os grandes momentos são construídos com novas oportunidades.
Compartilhar:

Dupla suspeita de cometer série de assaltos é presa pela Polícia Militar em São Mateus do Maranhão

Dois indivíduos acusados de agirem criminosamente nas cidades de São Mateus e Alto Alegre do Maranhão, cometendo assaltos, foram presos neste sábado (28), por volta das 16h30, quando rondavam a área do centro de São Mateus do Maranhão em uma motocicleta Honda/Pop 100, cor preta, e sem placa.

Ronaldo Viana Oliveira e Leílson Cruz e Silva, que têm as mesmas características que as vítimas relataram para a polícia, foram abordados em frente a Farmácia Avenida 1, quando, segundo a 2ª Companhia da PM, já se preparando para praticar mais um assalto ao referido estabelecimento.

Com a dupla foi encontrado um revólver calibre .38.

Os mesmos foram reconhecidos por pelo menos duas vítimas e foram apresentados sem lesões corporais na Delegacia de Polícia Civil.

A guarnição policial era composta por Sgt. Amorim, Cb. Rogério e Sd’s, Rafael.
Compartilhar:

Acusado de tráfico de drogas é alvejado por tiro na cabeça ao reagir contra guarnição da PM, em São Mateus do Maranhão

Por volta das 23h30 desta quinta-feira (26), após denúncia anônima dando conta que Iriomar Rodrigues dos Santos Silva, vulgo “Irin”, estaria transportando drogas para o Povoado Morros, zona rural do município de São Mateus do Maranhão, uma guarnição da 2ª Companhia da Polícia Militar se deslocou até o local e interceptou o mesmo na rodovia Br 135.

O acusado se encontrava na companhia de uma mulher identificada como Francileude dos Santos da Silva. O mesmo portava um revólver e reagiu atirando contra o policial que o abordava. De imediato foi efetuado um disparo contra o agressor, atingindo-o na região da cabeça, fazendo.
Com Iriomar Rodrigues foram encontradas 150 pedras de crack, 281 papelotes de maconha, um revólver cal. 38 N° 728891 com 03 munições intactas e R$ 67,00 (sessenta e sete reais) em espécie.

Ele foi conduzido a emergência ao hospital de São Mateus do Maranhão e sua companheira apresentada na Delegacia de Polícia Civil juntamente com os produtos apreendidos.

No relatório da Polícia Militar encaminhado à imprensa não constam informações sobre o estado de saúde do acusado de trafico de drogas.
A guarnição policial era composta por Cap. Araújo, Cb. Rogério e Soldados Reginaldo e Gerson.
Compartilhar:

Bacabal sediará Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia

Informações de Lucas Santos
Sebrae/Bacabal

Na última segunda-feira (24), na sede da Unidade Regional do Sebrae de Bacabal, ocorreu a reunião preparatória para traçar planos e definir metas para a realização da 1ª Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia (Agritec), Território Vale do Mearim.. 
A Agritec Território Vale do Mearim é a quarta edição do Ciclo 2015 de Feiras de Agricultura Familiar e Agrotecnologia, que será realizada de 10 a 12 de dezembro, no Centro Franciscano de Animação Missionária (Cefram), em Bacabal. O evento servirá para que o agricultor familiar de toda região tenha a oportunidade de conhecer e ter acesso às novas tecnologias que movimentam hoje o mundo do agronegócio, além de poder comercializar os seus produtos para visitantes de todo o estado.
Este ano já foram realizadas as edições do território Campos e Lago, em São Bento, em agosto; do território Cerrado Amazônico, em Açailândia, em outubro, e do território Cocais, em Caxias, em novembro. Juntas estas três edições reuniram cerca de 17 mil pessoas e capacitaram mais três mil agricultores familiares. Além disso, nas três edições já realizadas foram fechados contratos que juntos somam mais de R$ 1,6 milhão.
Para o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, o volume de contratos de financiamento rural firmados nas Agritecs mostram a pujança do segmento rural que concentra o público prioritário da iniciativa.
A Feira é uma realização do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual da Agricultura Familiar (SAF), e correalizada pelo Sebrae e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e ainda conta com a parceria de órgãos estaduais, como Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) e Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp), e tem o apoio de diversas entidades, sindicatos, associações e bancos.
O Governo do Estado classifica a Agritec como um sistema de ações que está sendo implantado visando desenvolver o setor rural em todo o estado. O secretário adjunto da Secretaria de Agricultura Familiar do Estado do Maranhão, Francisco Sales, disse acreditar que a edição da feira realizada em Bacabal, será a maior devido à tradição da região do Médio Mearim no desenvolvimento de negócios rurais.
“Acredito que pela potencialidade que o Médio Mearim possui, como uma região com história de muita produção, ter a oportunidade de sediar um evento como a Agritec não irá perder a chance de realizar a maior feira tecnológica dos últimos tempos. Iremos fechar o ano com chave de ouro realizando a Feira com maior participação de público e expositores, gerando com certeza maior volume de negócios”, afirmou Sales.
Durante a reunião foi definida a criação de uma comissão que irá visitar os municípios do Vale do Mearim, com o objetivo de mobilizar os participantes da Agritec. A comissão será presidida pelo Sebrae, instituição representada pela gerente regional da Unidade de Bacabal, Graça Fernandes.
“Sabemos que realizar um evento como este é uma grande responsabilidade, por isso toda a equipe do Sebrae estará focada em fazer da Agrite Vale do Mearim, a maior feira realizada no Maranhão esse ano”, ressaltou Fernandes.
Feira
Vinte oito municípios já foram convidados e cada um deles terá disponível até dois estandes, um institucional e outro para produtores locais comercializarem seus produtos. Cursos, palestras, mesas redondas e oficinas serão realizadas nas áreas de piscicultura, horticultura, fruticultura, mandiocultura, gestão e comercialização de produtos e oportunidades de negócios para a agricultura familiar.
Um grupo com 40 voluntários está sendo mobilizado para ajudar na organização e andamento da Agritec. As associações, sindicatos e cooperativas que desejarem expor seus produtos na Feira também terão espaço garantido. Os interessados deverão procurar o Sebrae para obter maiores informações.
Compartilhar:

Donos de empresa que fez parte de esquema que desviou R$ 4,5 milhões dos cofres da Prefeitura de Bacabal foram presos em São Paulo

Foto: Reprodução/TV Mirante.
O casal Charles da Silva Viegas e Maria José Viegas foi preso em São Paulo (SP) durante operação conjunta com as Polícias Civis do Maranhão e de São Paulo nesta quinta-feira (26). Eles são donos da construtora El Berite, que deu nome à operação que investigava o desvio de recursos públicos da saúde e educação sem qualquer tipo de contrato com a prefeitura da cidade de Bacabal.

A prisão do casal foi articulada pela Polícia Civil do Maranhão e operacionalizada pela Polícia Civil de São Paulo. Charles e Maria José Viegas já tinham residência estabelecida na capital paulista e eram alvos da investigação, que os localizou e prendeu. Eles responderão, dentre outros crimes, por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e ocultação de bens.

A investigação da Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor) constatou que a empresa El Berite desviou R$ 4,5 milhões e pulverizou o dinheiro para agiotas, servidores públicos e vereadores. A operação foi concluída com a prisão preventiva de nove pessoas envolvidas.

Na operação, já foram presos o ex-prefeito de Bacabal, Raimundo Nonato Lisboa; os ex-secretários da prefeitura, Aldo Araújo de Brito (também ex-presidente da comissão de licitação) e Gilberto Ferreira (ex-tesoureiro); a esposa de Pacovan, identificada como Edna Maria Pereira; e o filho da ex-prefeita da cidade de Dom Pedro, Eduardo José Barros Costa. (Informações do G1MA).
Compartilhar:

A PIOR DEFESA É A BAIXARIA! Para justificar atraso de pagamento à empresa, secretário do prefeito Zé Alberto promete revelar detalhe da vida pessoal de bioquímica

Prefeito Zé Alberto (PRB) e o secretário Kelcimar Virgínio.
Desde a última quarta-feira (24) um assunto tem causado polêmica em Bacabal e tirado o sono da alta cúpula do poder público municipal, principalmente do enfermeiro Kelcimar Virgínio Silva, gestor da Secretaria de Saúde, pasta que está sendo acusada de dá calote na empresa Almeida e Sousa Ltda, CNPJ – 07.392.977/0001-40, com sede na Rua Antônio Lobo, nº 71, no centro de Bacabal, e que tem como nome de fantasia MICROLAB.

A dívida que gira em torno dos 90 mil reais veio à tona essa semana durante a sessão da Câmara Municipal. Na tribuna, a vereadora Natália Duda (PMDB) leu a íntegra da Carta Aberta assinada pela bioquímica bacabalense Dra. Francely Carvalho de Sousa, responsável pela empresa, e que foi endereçada ao legislativo bacabalense, posteriormente, também publicada no Blog do Sérgio Matias. (Releia).

Nela, foram expostos vários argumentos, à exemplo dos débitos não sanados e ressaltando que a representante, depois de muito caminhar, telefonar e receber prazos pra pagamentos, tentou de todas as formas negociar e receber os valores dos débitos, sem nunca obter  êxito.

Dra. Francely Carvalho acrescenta que a empresa é de pequeno porte, mas precisa pagar seus fornecedores, seus funcionários, seus impostos e diversas despesas inerentes à sua atividade, e diz mais: “Esta foi altamente lesada pela irresponsabilidade dos gestores que estão à frente da SEMUS”.

Na carta a responsável pela empresa relata que tomou a decisão de mandar a carta à Câmara de Vereadores de Bacabal simplesmente porque necessita ser ouvida e, também, para que todos saibam como os gestores do município tratam os empregadores e como se “preocupam” com o desenvolvimento de nossa cidade. “A empresa não quer ser preferida, quer ser respeitada e receber o que tem direito visto que trabalhou por isso. Já se falou com muita gente da prefeitura. Desde secretário de Saúde a chefe da contabilidade, interventor, secretário de Administração, parentes e aderentes do prefeito, só não consegue falar com o blindado prefeito. Ninguém deixa”.

Desabafo na TV

O caso causou ainda mais indignação da população foi em virtude da entrevista que Dra. Francely Carvalho concedeu ao repórter Samuel David, onde ela, visivelmente emocionada, conta que a empresa presta serviços para várias prefeituras da região, mas somente a de Bacabal não vem honrando com os pagamentos. Ela também se diz arrependida de ter votado no prefeito Zé Alberto nas últimas eleições. Assista abaixo a entrevista que foi ao ar no programa Ronda na Difusora, apresentado por Randyson Laércio.
Nas redes sociais, internautas sensibilizados com a situação criaram a Hashtag: #ZéAlbertoPagaaMicrolab. Mas, se engana quem acha que tudo que foi narrado acima sensibilizou a administração pública municipal. De acordo com informações repassadas ao blog, o secretário Kelcimar Virgínio, estará em pelo menos dois programas de TV locais apresentando a versão da Prefeitura de Bacabal para o caso.

Muito embora seja de direito sua defesa, há informações que Kelcimar se utilizará de questões relacionadas a vida pessoal da responsável pela empresa para tentar justificar o atraso no pagamento.

No mesmo horário, Dra. Francely Carvalho concederá uma nova entrevista ao canal 2, só que desta vez ao vivo no estúdio e para o apresentador Randyson Laércio.

Vida pessoal

A questão que deverá ser exposta pelo secretário é referente a uma briga judicial ocorrida em maio de 2014 entre Dra. Francely Carvalho e seu ex-esposo, que na época era [no papel] o responsável direto pela MICROLAB e havia feito o bloqueio da conta bancária da empresa.

Segundo Dra. Francely, por essa razão ela solicitou a Secretaria de Saúde que suspendesse o pagamento até que ela conseguisse voltar a ter acesso à conta e, legalmente, ao comando da empresa, o que aconteceu judicialmente em novembro do mesmo ano, portanto, há exatos 12 meses, ou seja, período extremamente longo e que não pode servir de argumento para a falta do pagamento.

Se de fato o secretário do município usar dessa artimanha, saberemos que a situação da administração Zé Alberto, que achamos grave, é pior ainda...
Compartilhar:

I Seminário de Formação Artística e Cultural de Bacabal foi aberto por conselheiro nacional de políticas do MinC

Informações da Ascom/Prefeitura de Bacabal
Redação de Carlos Brasil

O músico e Conselheiro Nacional de Políticas do Ministério da Cultura, Val Macambira, abriu, na manhã desta quinta-feira (26), com a realização de uma palestra sobre os Desafios da Captação de Recursos para Políticas das Artes, através das leis de incentivo a cultura, o I Seminário de Formação Artística e Cultural de Bacabal.

O evento, que está acontecendo no auditório da Escola de Música Maestro Almir Garçês Assaí, tem continuidade na manhã desta sexta-feira (27), e faz parte do Programa Mais Cultura na Cidade, da Secretaria Municipal da Cultura de Bacabal.

O seminário tem como objetivo capacitar artistas e produtores culturais de Bacabal no que diz respeito à elaboração de projetos através das Leis de Incentivo a cultura, principalmente à Lei Estadual que poucos artistas e empresários da cadeia produtiva da cultura conhecem no inteiro do estado.

Dele participam gestores públicos, profissionais de cultura e educação, artistas, mestres de culturas populares e representantes de movimentos sociais.
A secretária de Cultura, Cristina Miranda (foto acima), explica que, entre os temas abordados estão, "Leis de incentivo: o que são e como aplicá-las", cuja expositora é Caroline Lima Veloso, secretária adjunta de Cultura do Estado do Maranhão; e Sistema Nacional de Cultura e elaboração de projetos especiais, com o próprio Val Macambira.

Também está na pauta do seminário à infraestrutura dos grupos culturais, o reconhecimento dos saberes artísticos e culturais populares, o papel dos agentes culturais como importantes atores para o desenvolvimento do município, por isso a importância da formação artística e cultural desses agentes.

Durante o evento, será Ministrada a importante palestra e oficina sobre o Sistema Nacional de Cultura e em que estágio se encontra o município de Bacabal dentro desse sistema. O seminário termina na parte.
Compartilhar:

Em Carta Aberta, empresa se diz lesada pela Secretaria Municipal de Saúde de Bacabal e cobra prefeito

Na sessão da Câmara Municipal de Bacabal, realizada na tarde desta quarta-feira (25) foi apresentado aos vereadores o conteúdo da Carta Aberta endereçada ao legislativo bacabalense onde a responsável por uma empresa, especializada em microbiologia e analises clinicas, com sede em Bacabal e com 17 unidades em toda a região, cobra da Prefeitura de Bacabal o pagamento pelos serviços prestados e se dizendo altamente lesada pela irresponsabilidade dos gestores que estão à frente da Secretaria Municipal de Saúde.

Na realidade, há mais de uma semana os edis já haviam tomado conhecimento dos fatos narrados na carta, entretanto, os integrantes da bancada governista impediram que a mesma fosse apresentada em plenário prometendo intermediar no caso justo ao poder público municipal. Como nem os legítimos fiscais do povo conseguiram, a carta foi lida na tribuna, causando perplexidade nos populares que se encontravam na galeria e nos membros da imprensa. Quem assina a carta é a bioquímica Francely Carvalho de Sousa que concedeu, na manhã desta quinta-feira (26), entrevista à equipe de reportagem da TV Difusora/Bacabal, e irá ao ar a partir do meio-dia, no programa Ronda na Difusora, apresentado por Randyson Laércio.
CARTA ABERTA À CÂMARA DE VEREADORES DE BACABAL

A representante da Empresa Almeida e Sousa Ltda, CNPJ – 07.392.977/0001-40 com sede na Rua Antonio Lobo, 71 no centro de Bacabal, MA, vem a público expor uma situação pelo qual está passando e ao mesmo tempo solicitar ajuda no sentido de cobrar da Prefeitura de Bacabal e dos seus gestores e secretários que procurem honrar com os compromissos assumidos com esta empresa e com todas aquelas que prestam serviços a esta instituição pública.

A empresa com nome de fantasia MICROLAB realiza exames de análises clínicas e para esse fim foi contratada pela Secretaria de Saúde do Município de Bacabal – MA, em 30/10/2013,  conforme contrato de licitação.  Segundo o contrato a empresa prestou serviço pelo período de um (01) ano, quando então encerrou-se o referido contrato. Acontece que o referido contrato terminou em 30 de outubro de 2014 e até a presente data a Prefeitura de Bacabal não sanou os débitos existentes. Vale ressaltar que a representante da empresa Dra. Francely Carvalho de Sousa depois de muito caminhar, telefonar e receber prazos pra pagamentos (muitos nunca cumpridos, diga-se de passagem), tentou de todas as formas negociar e receber os valores dos débitos, sem nunca obter  êxito.

Todos que trabalham com a finalidade de receber. Gostaria de esclarecer que mesmo a prefeitura não pagando em dia, a empresa cumpriu com o contrato por acreditar que a prefeitura honraria com seu débito, o que não aconteceu. A empresa é de pequeno porte, mas precisa pagar seus fornecedores, seus funcionários, seus impostos (inclusive ISS) e diversas despesas inerentes à sua atividade. Esta foi altamente lesada pela irresponsabilidade dos gestores que estão à frente da SEMUS.

Se a empresa tomou a decisão de mandar esta carta à Câmara de Vereadores de Bacabal é simplesmente por que necessita ser ouvida e, também, para que todos saibam como os gestores do município tratam os empregadores e como se “preocupam” com o desenvolvimento de nossa cidade. A empresa não quer ser preferida, quer ser respeitada e receber o que tem direito visto que trabalhou por isso. Já se falou com muita gente da prefeitura. Desde secretário de Saúde a chefe da contabilidade, interventor, Secretário de Administração, parentes e aderentes do prefeito, só não consegue falar com o blindado prefeito. Ninguém deixa.

A empresa gostaria de saber se o prefeito tem noção do que realmente deve, pois pouca gente tem acesso à ele. Será que ele sabe a real situação econômica da prefeitura? Ou os seus funcionários ganham também pra esconder as dívidas e não levar problemas ao mesmo?!

Pra quem não conhece a representante da empresa vou esclarecer antes de receber os adjetivos: sou negra, de origem pobre, filha de Celina Carvalho de Sousa, costureira; e Francisco Lima de Sousa, funcionário público (in memorian), nascida e criada em Bacabal. (não sou forasteira).

Formada em Farmácia pela Universidade Regional do Nordeste e em Bioquímica pela Universidade Federal do Maranhão. Tenho especialização em Citologia Clínica pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, em Metodologia de Ensino do 3º grau pela Universidade Estadual do Maranhão e em Microbiologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Sou professora concursada da Universidade Estadual do Maranhão e professora pesquisadora da FAPEMA.

A empresa foi criada em 02 de setembro de 2002, sua sede é em Bacabal, e já possui 17 unidades em Bacabal e região.

Gostaria de esclarecer que após a abertura desta carta a empresa recorrerá aos meios legais para receber os valores devidos.

Francely Carvalho de Sousa
Bioquímica
Compartilhar:

Assaltante morre após troca de tiros com policiais do 21º BPM pertencente a área comandada pelo Coronel Egídio Amaral, em São Luís

Por volta das 14h30, desta quarta-feira (25), três indivíduos, armados de revólver e arma branca, assaltaram uma Van da empresa A.S. Transportes, que seguia para a baixada maranhense, nas imediações de uma revendedora de botijão de gás de cozinha, no Bairro Anjo da Guarda, em São Luís. Os policiais se dirigiam para um procedimento administrativo no 5º DP, quando o motorista do veículo assaltado pediu apoio, relatando o ocorrido e repassando as características dos acusados.

De imediato a guarnição policial do 21º BPM começou a fazer incursões por toda a área, quando se deparou com os mesmos, que não obedeceram a ordem de parada e atiraram contra a guarnição, que revidou. Na troca de tiros, um dos assaltantes foi baleado, outro preso e o terceiro conseguiu fugir.
Os três foram identificados como Clésio Ricardo dos Santos (foto acima), 21 de idade, residente no Bairro Anjo da Guarda, que foi preso; Joel, conhecido por “Cebola”, alvejado, sendo socorrido e encaminhado para atendimento especializado no Hospital Socorrão I, não resistindo aos ferimentos e vindo a óbito.

Participaram da ação os Cabos  PM Ferdinand e Rodrigues, integrantes do 21º BPM, pertencente ao CPAM-3, comandado pelo Coronel Egídio Amaral.
Compartilhar:

Deputado federal João Marcelo participou de audiência pública no Senado Federal

O Deputado Federal João Marcelo Souza (PMDB), participou nesta quarta-feira (25) de audiência pública realizada no Senado Federal onde foram debatidas as políticas públicas e a proteção ao idoso.

O requerimento, de autoria do Senador Elmano Férrer (PTB/PI) teve como objetivo debater e avançar em ideias e projetos que possam assegurar cada vez mais os direitos das pessoas idosas.

Para João Marcelo, a realização de audiências são importantes para o enriquecimento e aprimoramento das políticas públicas existentes, como também para a discussão dos projetos que estão em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. O parlamentar maranhense João Marcelo sugeriu aos Senadores que indicassem parte de suas emendas parlamentares, na construção de Centros de Convivência para Idosos.
"As cidades brasileiras precisam oferecer mais equipamentos de lazer como centro de convivência para pessoas da terceira idade; com ampla oferta de atividades culturais e esportivas", defendeu ele.

Participaram da audiência pública: Karla Cristina Giacomin (Médica Geriatra e docente da PUC/MG), Marília Berzins (Presidente do Observatório da Longevidade Humana e Envelhecimento), Dra. Monize da Silva Freitas Marques (Juíza Coordenadora da Central Judicial do Idoso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios), Paula Regina de Oliveira Ribeiro (Defensora Pública do Distrito Federal), e Daniela Barros Tavares de Melo (Delegada de Polícia Civil na Delegacia de Segurança e Proteção ao Idoso, do Estado do Piauí).
Compartilhar:

Secretaria de Segurança Pública diz que suspeito preso confessou ter assassinado a garota Maysa Moreno

Foto: De Jesus/O Estado.
Atualizada às 23h41

José Ribamar dos Santos Portácio, conhecido como “Digné”, de 26 anos de idade, é o principal suspeito de ter cometido um dos mais bárbaros e comoventes crimes ocorridos no Maranhão nos últimos anos.

Ao ser apresentado na tarde desta quarta-feira (25), na sede da Secretaria de Segurança Pública, em nossa capital, ele teria confessado ter violentado sexualmente Maísa Moreno da Silva, de 6 anos, no Povoado Queimadas, município de Urbano Santos, onde  a vítima morava com os pais.

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela foi quem garantiu que José Ribamar confessou ter cometido o crime quando ainda estava detido na delegacia da cidade de Itapecuru-Mirim. Já na entrevista coletiva o mesmo se manteve calado se recusando a responder qualquer pergunta, porém, em um vídeo postado no Youtube, “Digné” relata com riqueza de detalhes como agiu. A entrevista foi concedida ao jornalista Willian Vieira, da TV Cidade, de Itapecuru-Mirim. ASSISTA ABAIXO.
Investigação

O superintendente da SPCI, Dicival Gonçalves informou que foi montada uma força tarefa para esclarecer e elucidar o crime ocorrido na cidade de Urbano Santos. José Ribamar dos Santos em oitiva realizada nas dependências da regional de Itapecuru-Mirim, confessou ser o autor do estupro e homicídio da menor de seis anos de idade, Maísa Moreno da Silva. O crime ocorreu por volta das 21h do último sábado (21), naquela cidade quando José Ribamar, após ingerir bebida alcoólica e droga encontrou a menor Maísa andando pelas ruas da cidade.

Em decorrência disso, foi solicitada a prisão preventiva de “Digné” ao Poder Judiciário, pelo crime de estupro e morte de vulnerável e decretada pelo juiz Samir Araújo, titular da comarca de Urbano Santos.
O secretário da SSP repassou à imprensa, na coletiva, que 12 pessoas foram identificadas e autuadas em flagrante pelos crimes de dano qualificado ao patrimônio público, associação criminosa e incitação ao crime devido a depredação de prédios da cidade. Foram presos: José de Ribamar Dias Dutra, 40 anos; Adilson dos Santos Monteles, 39 anos; Talvane Moreno da Silva, 20 anos; Elimar da Costa Santos, 27 anos; Robert Richard dos Santos Silva, 18 anos; José da Costa dos Santos, 26 anos; Albert dos Santos Silva, 19 anos; Elias Dutra Santos, 20 anos; José Pedro Pereira da Costa Filho, 23 anos; Raimundo José Mendes Macedo, 21 anos; Ana Luzia da Costa dos Santos, 47 anos e Erdenia Pereira da Silva, 40 anos.

O intuito dessa ação descabida contra os órgãos públicos era a destruição de processos criminais em trâmite. Os envolvidos na ação criminosa tentaram, ainda, libertar presos ligados com o tráfico e destruir provas processuais. Esse era o interesse central dos envolvidos. “Nós temos equipes das Polícias Civil e Militar que irão permanecer na região e o trabalho integrado das forças pela representação judicial e prisões dos foragidos. Não há espaço de fuga para eles”, declarou Jefferson Portela.

A Polícia Civil abrirá inquérito policial para identificar o mentor e os envolvidos na destruição do Fórum e do setor administrativo da Prefeitura de Urbano Santos. “A ordem é para que cada um dos que tomaram parte nesse movimento sejam responsabilizados. O cidadão precisa entender que existe a forma correta de reivindicar que a justiça seja aplicada”, informou Augusto Barros, delegado-geral da Polícia Civil. (Com informações de Clara Fonseca / Ascom SSP).

LEIA MAIS SOBRE O CASO:

Enfurecida, população de Urbano Santos ameaça invadir delegacia e linchar testemunhas que foram confundidas com suspeitos da morte da garota Maysa, de 6 anos de idade.

Compartilhar:
← Anterior Proxima → Inicio

FACEBOOK

Arquivo

Rádio Timbira

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

EMPÓRIO DOS COSMÉTICOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ALUGADORA VISUAL

ALUGADORA VISUAL

BANDEIRA 2

BANDEIRA 2

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE