GOVERNO DO MARANHÃO

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

EMPÓRIO CHURRASCARIA E CERVEJARIA

PUBLICIDADE

BANNERS-DEZEMBRO-2.gif

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Funcionários de fazenda são acusados de invadir residência de comerciante e agredir toda sua família, em Bacabal

Leandro ficou com vários hematomas
pelo corpo.
Na manhã de domingo a cidade de Bacabal esteve agitada por conta da tradicional Cavalgada de São Raimundo Nonato, evento que acontece no todo mês de agosto. Organizado pela Pastoral da Família, o evento reúne centenas de cavaleiros e amazonas de todas as partes da cidade, sede e zona rural.

Como sempre, esse ano a cavalgada foi bastante prestigiada e aconteceu sem nenhum contratempo, porém, como em qualquer lugar há uma minoria que resolve esticar o tempo de diversão e, consequentemente, do consumo de bebida alcoólica, a soma disso quase sempre resulta em confusão.

Essa parece ter sido a motivação do caso ocorrido, por volta das 19 horas, onde o comerciante Raimundo Oliveira Rodrigues, proprietário da loja Rei das Selas, e seu filho Leandro Fontenelle foram agredidos por socos, chutes e pontapés após um desentendimento gerado em decorrência de uma aparelhagem de som (paredão) que foi estacionada interrompendo o trânsito próximo a empresa, localizada no bairro Cohabinha, às margens da BR 316, via que também dá acesso a sua residência.

Segundo publicação feita por Leandro Fontenelle em sua página no Facebook,  em torno de 15 pessoas que estavam bebendo em um bar tentaram impedir que seu pai passasse com o carro pelo local, como não conseguiram, foram até a residência da família  tomar satisfação.
Após invadir o imóvel, o grupo agrediu física e verbalmente todas as pesssoas que cruzaram seu caminho. Nem a esposa do comerciante e um amigo de Leandro conseguiram escapar ilesos.

“Fomos chamados de vagabundo, eu e meu pai somos trabalhadores e pessoas íntegras que vivemos do nosso trabalho, além do mais temos o respeito e prestígio da sociedade e todos nos conhecem!”, escreveu Leandro.
Ainda de acordo com ele, os agressores são funcionários da Fazenda SABESA e teriam vindo á sede do município participar da cavalgada. “Graças a Deus a polícia chegou a tempo e as providências serão tomadas. Gostaria de agradecer a equipe do hospital e as polícias Militar e Civil que nos acolheram e que estão agora tomando as providências no caso”, finalizou.

Na confusão, um dos agressores acabou deixando seu aparelho celular cair no chão.

Um Boletim de Ocorrência foi registrado e os acusados deverão responder criminalmente pelas agressões.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...