PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

banners-novembro-3.gif

sábado, 11 de julho de 2015

Mulher bacabalense é morta pelo ex-marido enquanto malhava em academia, em Teresina

Atualizada às 10h38 - 12/07

SEPULTAMENTO
O sepultamento está marcado para às 16 horas deste domingo (12) no cemitério do Axixá (próximo ao Estádio Correão).

A bacabalense Hettyany Yaneska Castro Veras, 33 anos, foi executada com cerca de cinco tiros pelo ex-marido em uma academia no bairro Angelim, zona Sul de Teresina, no inicio da manhã deste sábado (11). De acordo com a polícia, o crime foi motivado por ciúmes, já que o suspeito não aceitava a separação.

Policiais da Companhia de Policiamento do Promorar informaram que a vítima tinha acabado de chegar na academia quando o ex-marido entrou no local e efetuou os disparos. Após ter executado a ex esposa, o suspeito atirou contra a própria nuca, mas foi socorrido a  tempo e encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

De acordo com os policiais, a informação do HUT é de que o estado de saúde dele é estável, mas que pode ter sequelas graves permanentes.

O Instituto Médico Legal (IML) já recolheu o corpo da vítima e a Delegacia de Homicídios fez a perícia. Uma multidão se concentrou na porta da academia. Familiares da vítima estiveram no local após o crime.
Hettyany era natural de Bacabal, onde passou toda sua infância residindo no bairro Cohab II. Seu pai é conhecido como Sebastião da ‘Mesa de Renda’, irmão do senador João Alberto Souza.

Velório

O corpo da bacabalense Hettyany Yaneska Castro Veras, 33 anos, que foi executada com cerca de cinco tiros pelo ex-marido em uma academia de Teresina-PI, já chegou a Bacabal.

Depois de muitas dúvidas onde seria o velório, a família, enfim, decidiu por realiza-lo na igreja Comunidade Cristã, localizada na rua São Pedro, no bairro São Raimundo, por trás do prédio da Justiça Federal. 
Crime passional
O delegado da delegacia de homicídios, Higgo Martins, afirmou que a mulher recebeu três tiros. “Ela chegou na academia às 07h20 e Eduardo chegou logo em seguida às 07h30 e disparou três tiros contra ela. A arma apreendida foi um revolver calibre 38 e tinha 4 disparos, três contra ela e um contra ele. Na hora tinham cinco pessoas na academia que serão levadas como testemunhas”, afirmou.
Segundo ele, os familiares da mulher disseram que Eduardo já tinha sido preso em Bacabal onde o casal morava antes e a moça já tinha um mandado da justiça para evitar aproximação dele com ela. “Os familiares disseram que ela tinha hematomas recentes porque tinha sofrido agressões de Eduardo. O crime foi passional, Eduardo matou ela com três tiros e depois disparou um tiro contra si. Nós fomos para o HUT tentar falar com ele e saber o seu estado de saúde”, declarou Higgo Martins acrescentando que levou o revólver para perícia e que na hora do crime a vítima estava fazendo alongamentos. 
O Preparatório Podium, de onde a vítima era aluna, emitiu nota de pesar lamentando a sua morte.
“É com muito pesar que informamos sobre a morte da nossa Aluna He Castro. A sua morte nos pegou de surpresa e a levou de nós repentinamente. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à sua família para que possa enfrentar esta imensurável dor com serenidade. Agradecemos imensamente o tempo que pudemos conviver com ela, que será sempre lembrado pela dedicação aos estudos, honestidade, lealdade, inteligência, competência e sensibilidade para lidar com as adversidades e conflitos humanos. Devemos sempre lembrar que Deus quer ao seu lado os melhores, e com certeza o nossa aluna já está ao lado do Senhor cumprindo uma nova missão. Deixamos os nossos mais sinceros pêsames aos familiares e amigos”. (Com Informações do sites Cidade Verde e Meio Norte).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...