Páginas

Palestra

Palestra

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Giro de notícias

Ação policial
Agentes federais estiveram no final da tarde de ontem (20) em Bacabal. A ação dos policiais teve como alvo uma loja que vende aparelhos e acessórios para telefones celulares, localizada na Rua Maranhão Sobrinho, Centro.

Após ser encaminhado à Delegacia do 1º Distrito Policial o responsável pela loja foi ouvido pelo delegado Dey Robson e liberado em seguida.

A Cell Cell Celulares é de propriedade do empresário Alvimar Lima Cunha, 36 anos, natural de Vitorino Freire.

Como a investigação sobre o caso está sendo mantida em sigilo as razões que motivaram a ação em Bacabal não haviam sido reveladas até as primeiras horas dessa terça-feira (21).

Roupa nova
Por tomada de preço, a Prefeitura de Bacabal, por meio da Secretaria Municipal de Administração e Planejamento, contratou a J C Oliveira de Lima-ME para prestar serviços de confecção de fardamento para atender as necessidades da secretaria. Valor do contrato: R$ 527.700,00 (quinhentos e vinte e sete mil e setecentos reais).

Roubo de jóias
Armadas, duas pessoas assaltaram um comércio que fica próximo a agência do Banco do Brasil, na Rua Magalhães de Almeida. O proprietário do local, conhecido como Chico Banana, teve algumas jóias e a chave do seu veículo roubadas.

A dupla fugiu em uma motocicleta Bros.

O fura fila
Clientes que enfrentam longas filas para aproveitar o almoço que é oferecido por R$ 2,00 (dois reais) no Restaurante do Povo estão reclamando do tratamento privilegiado que algumas pessoas têm quando vão ao local.

Semana passada o blog recebeu dos leitores a queixa que o secretário municipal de cultura havia ido ao restaurante da prefeitura acompanhado de um colega. Até ai nenhum problema.

O que revoltou as pessoas que já estavam horas na fila foi o fato de José Clécio e seu convidado, além de furar a fila, ter o privilégio de serem servidos na mesa.

Coisa de granfino que cai do salto, mas não perde a pose.

6 comentários:

Anônimo disse...

O fardamento vai ser para os servidores da Secretaria de Administração? Tem tanto servidor assim?

Anônimo disse...

Para informação dos desenformados....
sobre o tópico ROUPA NOVA...
Licitação por Tomada de preços é uma modalidade de licitação presente no Direito Administrativo Brasileiro, onde a escolha do fornecedor mediante a oferta de preços, baseár-se-a em um cadastro prévio dos interessados, onde será analisado a situação e a conformidade da empresa, com o disposto na lei ordinária brasileira nº 8666/93.1 Tal cadastro pode ser executado em ate 3 dias antes da data de recebimento das propostas.
Esta modalidade somente poderá ser aplicada para valores até R$ 650 mil no caso de materiais e serviços e até R$ 1 milhão e 500 mil para a execução de obras de engenharia. O processamento das propostas deverá ser executado por uma comissão composta por no minimo 3 membros, sendo destes 2 do quadro de funcionários permanente do órgão responsável pela licitação.

Anônimo disse...

Isso é coisa de bacana mal educado mesmo. Que não faz nenhuma questão de respeitar o povo para o qual ele diz que trabalha. Uma pessoa que representa uma comunidade deve dar bons exemplos desde os mais simples.

carlos prestes disse...

Só uma dúvida, se e as empresas da categoria ME, não podem faturar mais de 72 mil por ano, como essa empresa vai abocanhar este valor todo em um ano só? Acho que tem alguma coisa errada aí...

Anônimo disse...

O Clécio foba que é um empresário bem sucedido e o que ele faz furando fila dum restaurante de 2,00 reais? Humilde ele não é. Já sei é porque é ignorante e não perde a oportunidade de ser mal educado furando fila. E ainda tem gente que baba ele servindo-o na mesa. Ele tem que ter essa regalia na casa dele não num lugar público se serviram tem que servir todos da fila.

Anônimo disse...

PARA O ANONIMO ACIMA:

VOCÊ DEVE ESTAR FALANDO DA MODALIDADE CARTA-CONVITE, POIS NA TOMADA DE PREÇOS DEVE SER PUBLICADO EM JORNAL E NO DIARIO DO ESTADO O AVISO DE EDITAL PARA A LICITAÇÃO. E NESSE CASO NEM SEI SE A PREFEITURA FEZ.

ALIAS SERGIO EM TODAS AS LICITAÇÕES DA PREFEITURA DE BACABAL NINGUEM CONSEGUE COMPRAR O EDITAL, SEMPRE QUE ALGUEM VAI, ELES VÊM COM A DESCULPA DE QUE A LICTAÇÃO FOI SUSPENSA. INCLUSIVE EU MESMO JÁ FUI VARIAS VEZES E SEMPRE É A MESMA ESTÓRIA...SÓ QUERIA SABER PORQUE O MINISTERIO PUBLICO NÃO TOMA UMA PROVIDENCIA...ISSO É CASO DE POLICIA

Publicidade

Publicidade