Páginas

domingo, 5 de julho de 2015

Raimundo Lopes, proprietário da Drogaria Vitória, morre aos 86 anos

O comerciante Raimundo Palma Lopes faleceu em casa, neste sábado (4), aos 86 anos, de parada cardiorrespiratória.

Natural de Santo Antônio dos Lopes, cidade onde foi prefeito, Seu Raimundo residia em Bacabal desde 1976, portanto, há quase 40 anos. O mesmo era proprietário da Drogaria Vitória, localizada no Calçadão.

Seu corpo está sendo velado na rua Rui Barbosa, nº 47. O sepultamento acontece às 9 horas deste domingo (5) no cemitério do Juçaral.

Municípios Maranhenses devem receber recursos do Ministério do Turismo ainda em julho de 2015

Recursos financeiros referentes a Emendas de autoria do Senador João Alberto Souza (PMDB/MA) aguardam liberação do Governo Federal. Relativos a 2013, os restos a pagar somam R$ 8.100.000,00. A fim de solicitar a liberação desse montante é que o senador João Alberto e o Deputado Federal João Marcelo Souza (PMDB/MA) se reuniram esta semana com o Ministro do Turismo, Henrique Alves. Segundo o senador, essa verba está atrasada há dois anos e está deixando de beneficiar 19 municípios do seu Estado, o Maranhão. Ele reforçou a urgência dessa liberação para que as cidades listadas nas emendas de sua autoria continuem e até mesmo deem início às obras previstas.

Acompanhando o senador, o Deputado Federal do Maranhão, João Marcelo, destacou a importância da liberação desse recurso para as cidades. "Cada município vai receber o valor para ser usado no fomento ao turismo e à urbanização dessas cidades."

Segundo o Ministro do Turismo parte desse valor deve ser liberado até a próxima semana. Em seguida, uma avaliação da Caixa Econômica Federal vai identificar as prefeituras que estarão aptas a receber a verba.

Veja a relação dos municípios maranhenses e onde será implementado o recurso do Ministério do Turismo na lista abaixo:

Realizada em Bacabal a 8ª Conferência Municipal de Saúde

A Conferência Municipal de Saúde é uma ferramenta de controle social onde os cidadãos e cidadãs participam de ciclos de discussão e decisão das principais ações que estão ou serão implementadas pelo poder público no município. É a oportunidade para que a sociedade civil organizada apresente sugestões que possam ser absorvidas pelas autoridades do setor.

As Conferências de Saúde são determinadas pela Lei n.º 378, de 13 de janeiro de 1937. A obrigatoriedade da realização das Conferências de Saúde foi mantida, em 1990, quando a Lei n.º 8.142 as consagrou como instâncias colegiadas de representantes dos vários segmentos sociais, com a missão de avaliar e propor diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis municipais, estaduais e nacional.

Em Bacabal a 8ª Conferência Municipal de Saúde teve inicio na noite de quinta-feira (3) no Auditório do CEFRAN e foi concluída por toda a sexta-feira (4) com a realização dos Eixos Temáticos, votação e aprovação das propostas apresentadas e a eleição dos Delegados e Conselheiros que irão representar a Região do Mearim na 9ª Conferência Estadual de Saúde.

Para o Secretário de Saúde Kelcimar Virgino a Conferência Municipal de Saúde de Bacabal obteve um resultado positivo, pois a sociedade civil organizada compareceu e contribuiu significativamente para a elaboração de propostas para melhorar o setor. “Foi bastante proveitosa a nossa conferência, aqui pudemos discutir com representantes de entidades e especialistas da área a problemática da saúde no nosso município e as medidas para avançarmos e proporcionarmos uma saúde de qualidade para todos. O nosso governo entende que Gestão Participativa é a melhor forma de atingirmos as nossas metas.” disse o Secretário de Saúde. (Da Assessoria).

sábado, 4 de julho de 2015

Lavradores comemoram o sucesso do projeto Campo Forte

Primeiro veio o arado da terra e em seguida a entrega de sementes, além da assistência aos pequenos produtores rurais. Este é o projeto Campo Forte que está aumentando e fortalecendo a produção rural.

O projeto já chegou a mais de 50 comunidades da zona rural de Bacabal, a região da Bela Vista foi uma delas e as áreas beneficiadas já estão gerando grandes frutos. 

O vereador Florêncio Neto (PHS) visitou lavradores atendidos pelo projeto e pôde constatar a satisfação de cada um. O senhor Natinho que plantou melancia irá realizar a colheita mais cedo este ano, 15 dias antes do prazo previsto. “Aqui eu plantei melancia, mas também irei plantar a manaíba, com o Campo Forte a vida da gente já começou a mudar, pois só assim a nossa produção melhorou.” disse.

Em outros campos foram plantados maxixe, quiabo, melancia, cuxá e feijão, onde a produção já começou e tudo através do campo forte que tem mudado a vida do agricultor.

Além de aradar a terra e entregar sementes para os agricultores, o Campo Forte estimula o pequeno produtor rural na produção de hortaliças e facilita o trabalho no campo dando continuidade às atividades.
O vereador Florêncio entregou para o senhor Raimundo Sousa um kit de irrigação que ajudará e muito no dia a dia do produtor rural. “Mais uma vez estamos visitando in loco a produção dos pequenos produtores rurais aqui da região e vendo uma variedade muito grande de verduras, legumes, frutas e hortaliças, quase prontas para o plantio. São nessas visitas que conhecemos de fato a realidade do produtor, a vinda dos tratores vai melhorou a produção e a renda do homem do campo. O objetivo do Campo Forte é incentivar e dar condições para que a agricultura da nossa cidade cresça, iremos aprimorar e dar continuidade nesse projeto tão importante para que ele possa alcançar todos os pequenos produtores de Bacabal”, enfatizou.

Justiça Federal de Bacabal reduz acervo em 7.600 processos

Em 22 de janeiro deste ano, tramitavam na Vara Única de Bacabal, apenas em feitos de competência dos Juizados Especiais Federais, um total de 20.363 ações. Atualmente, o número de processos em tramitação é de 12.756, o que representa uma redução de, exatamente, 7.607 feitos. O resultado do trabalho ganha uma dimensão ainda maior considerando-se o fato de que, nos seis primeiros meses deste ano, foram distribuídos 2.457 processos, o que demonstra que, ao todo, mais de 10.000 ações foram efetivamente baixadas ou processadas à via recursal.

Para Clécio Alves de Araújo, juiz federal diretor da Subseção, o expressivo resultado deve-se a vários fatores: “É um dado animador. Muitas varas federais no Brasil não têm 7.000 processos em tramitação. Muitos aspectos foram determinantes para que tivéssemos essa redução: o trabalho árduo dos magistrados que nos antecederam; a sistematização e a simplificação de alguns procedimentos, como cortes de atos processuais desnecessários; o controle efetivo de prazos de intimação, trânsito e arquivamento, bem como uma pauta regular de audiências; trabalho por metas setoriais: gabinetes, secretaria e protocolo. Porém, o mais relevante é que a Subseção dispõe de um corpo técnico fantástico. Servidores, estagiários e colaboradores comprometidos, integrados e motivados e que não se ocultam diante de desafios”.

O magistrado destacou, ainda, o importante apoio que foi dado pela Direção do Foro da Seção Judiciária do Maranhão, que, além da disponibilização de créditos para dois dias de serviço extraordinário, dedicou-se a melhorar, de modo significativo, as condições físicas de trabalho da Subseção. Além disso, o juiz ressaltou a colaboração da Coordenação dos Juizados Especiais Federais da Primeira Região (Cojef), que possibilitou o auxílio de dois servidores, por cinco dias, para reforço às atividades da Vara.

A expectativa é que haja uma melhora ainda maior na prestação jurisdicional pois, desde 15 de junho, a Subseção conta com a atuação do juiz federal substituto Filipe Aquino. “Com a colaboração do Dr. Filipe, magistrado com vasta experiência no serviço público, não temos dúvida de que haverá aprimoramento na prestação jurisdicional”, completou Clécio Alves. 

A Subseção Judiciária de Bacabal, composta de vara única e juizado especial federal adjunto, tem jurisdição sob 25 municípios maranhenses. (Informações da Assessoria de Comunicação Social do Tribunal Regional Federal da 1ª Região).

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Não há o que comemorar – PEC 171/93

Por João Marcelo Souza
Deputado Federal/PMDB

Não há o que comemorar!

Nem para aqueles que votaram SIM para a redução da maioridade penal e ganharam a votação do dia 01/07/2015, nem para aqueles que votaram NÃO para a redução da maioridade penal e “ganharam” a votação do dia 30/06/2015.

A possibilidade de um endurecimento da punição para menores infratores seja ela através da redução da maioridade penal, seja ela alterando o tempo de internação dos menores previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, é tão somente a solução encontrada para coibir a violência cometida por uma parcela desses menores.

O endurecimento da punição de longe é a solução para o problema. É como sereno para apagar incêndio na floresta. Ninguém, realmente, quer saber o que está acontecendo. Por que a juventude mostra uma faceta tão violenta? Garotos(as) que perderam a noção dos seus próprios limites, da percepção do outro, do viver em sociedade, em comunidade. Parece-me um pouco com o fenômeno conhecido como bullying, que ocorre nas escolas, onde uma criança persegue a outra de forma cruel e desumana. Por quê?

Quais são as reais origens dessas formas de se comportar?  Falta de valores familiares, incentivo ao consumo desenfreado, discrepância socioeconômica, uma política sobre drogas falida...  Nós não sabemos meus amigos e parece que não queremos saber o que está acontecendo. E pior, acabamos acreditando que a punição é a solução.

O que se viu na sessão da Câmara dos Deputados no dia 01 de julho foi uma discussão rasteira e baixa sobre um tema tão relevante para os brasileiros. Onde os parlamentares com cartazes, faixas e botons gritavam palavras de ordem, querendo vencer uma guerra onde não há vencedores.

Votei contra, por acreditar que mudar uma cláusula pétrea da Constituição é um prejuízo irreparável para todos nós. É menor prejuízo alterar a lei infraconstitucional, o ECA, aumentando o tempo de internação do menor, do que diminuir a maioridade penal que poderá, inclusive, acarretar em outras mudanças legais.

Esta batalha está sendo perdida, dia a dia. Se não formos a fundo à questão revendo nossas posições quanto à educação, saúde, participação política e social pouco alterará a situação de insegurança e violência que estamos vivendo.

Assim, repito, não há o que comemorar!

Jovem bacabalense recorre ao suicídio em sua residência

Um jovem, identificado como Antônio Avelino Neto, morreu após recorrer ao suicídio no quintal da residência onde morava com seus pais, próximo a praça Santos Dumont, em Bacabal.

Segundo informações, Neto seria dependente químico. Ele é filho de Antônio Avelino Sousa Filho, 47 anos, vulgo “Zico”, que em agosto de 2013 foi preso em uma operação deflagrada pela 16ª Delegacia Regional em Bacabal, coordenada pelo delegado Carlos Alessandro. A ação contou ainda com o apoio de investigadores da Regional de Timon.

“Zico” foi preso por força de um mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Joselmo Sousa Gomes, da 2ª Vara da Comarca de Bacabal. O delegado Carlos Alessandro havia representado também pelo mandado de Busca e Apreensão na residência de Antônio, por diversas denúncias de objetos de procedência criminosa e de drogas no local.

Na casa de “Zico”, localizada na Rua 02, nº10, Bairro da Esperança, os policiais apreenderam uma motocicleta Titan 125, cor preta, placas NHJ 2354, pequena quantidade de cocaína, diversos aparelhos eletroeletrônicos sem procedência, talões de cheque e uma motocicleta.

Antônio Avelino já responde a quatro processos, sendo três por tráfico e um por receptação. Investigações da Polícia Civil apontaram que ele é um dos maiores distribuidores de cocaína na região do Médio Mearim, e inclusive já havia sido preso pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI).

O traficante foi conduzido à Delegacia Regional e autuado pelos crimes de tráfico de drogas e receptação. Ele ficou por um período custodiado na Unidade de Ressocialização de Bacabal à disposição da justiça e depois colocado em liberdade.
Foto recente de Neto ao lado dos amigos.
EM TEMPO: Estaria eu desrespeitando o rapaz e a dor de sua família se fosse procurar esmiuçar as razões que fizeram ele cometer suicídio, pois com certeza foi algo muito intimo. Fiz questão de relatar quem é o pai para mostrar o quão o trafico de drogas faz mal para os jovens e, por extensão, à suas famílias.

Assembleia aprova projeto que concede título de cidadão maranhense ao bispo Armando Gutierres

A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão aprovou na sessão plenária desta quinta-feira (2) o Projeto de Resolução Legislativa, de autoria do deputado Roberto Costa (PMDB), que concede título de cidadão maranhense ao bispo da Diocese de Bacabal,  Dom Armando Martins Gutierres, natural da cidade de Madri/Espanha.  

Ao justificar a proposição - que vai para promulgação- o deputado Roberto Costa afirmou que Dom Armando tem prestado relevantes serviços ao povo do Maranhão, especialmente aos municípios que estão na jurisdição da Diocese de Bacabal. “Homem profundamente sensível as questões sociais, tem realizado inúmeros trabalhos que visam o resgate e a valorização da pessoa humana e sua dignidade”, acentuou Roberto Costa.
Dom Belisário entrega o Báculo ao bispo eleito
Trajetória

Dom Armando Martín Gutiérrez, que nasceu em 16 de dezembro de 1954, em Madrid na Espanha, frequentou os estudos de primeiro e segundo grau no colégio Amore Misericordioso, em Lujua, Espanha e os cursos de Filosofia e Teologia no Instituto Teológico Marchigiano, na cidade de Fermo, Itallia. Fez mestrado em Teologia Moral na Pontifícia Academia Alfonsiana de Roma. Emitiu a primeira profissão na Congregação dos Filhos do Amor Misericordioso em 08 de setembro de 1974 e a Perpétua em 1978.

No dia 06 de outubro de 1979, Dom Armando Martín Gutiérrez foi ordenado sacerdote, em Spinaceto, Roma. A partir daí exerceu os seguintes ministérios:  Na Itália, era responsável pelo Seminário Menor  da Congregação em Collevalenza, Perugia, Itália; vice reitor da Casa do Clero de Perugia; vice mestre dos noviços em Matrice, Campobasso, Itália.

Em 1988 veio para o Brasil, onde exerceu na Diocese de Mogi das Cruzes (SP), os cargos de mestre dos noviços (1988-2002); professor de Ética, no Seminário Diocesano e de Teologia Moral, no Instituto de Filosofia e Teologia Paulo VI (1992 -2002); superior de comunidade (1993-2002). Na diocese de Juiz de Fora foi mestre de juniorado,  superior de comunidade e vigário paroquial (2003-2005);

Em 02 de novembro de 2006, sua santidade o papa Bento XVI o nomeou Bispo da Diocese de Bacabal, sucedendo a Dom José Belisario da Silva que foi nomeado pela Santa Sé, Arcebispo Metropolitano de São Luís do Maranhão.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Bacabal sedia curso de Marketing Político Eleitoral

Nesta sexta-feira (3) acontece, no auditório do SEBRAE, o primeiro Curso de Marketing Político Eleitoral em Bacabal. Os Consultores Políticos serão Helder Carvalho, Sande Moraes e Natinho Brito.

O curso tem a duração de 10 horas/aula.

Os consultores são credenciados pela ABCOP e tem total apoio da Associação Brasileira de Consultores Políticos, com sede em São Paulo-SP. Todos os participantes receberão certificado com selo ABCOP.

Se você vai trabalhar nas campanhas eleitorais de 2016 ou mesmo se candidatar, esta é uma grande oportunidade para ampliar seus conhecimentos.

As inscrições estão sendo realizadas no SEBRAE e pelo site: www.sandemoraes.com.br ou podem ser feitas no momento do credenciamento que tem inicio às 8 horas.

Confira o perfil dos Professores do Curso de Marketing Político Eleitoral.

Policiamento comandado pelo coronel Egídio Amaral lança “Operação Porto Seguro”, em São Luís

Foi deflagrada nesta quinta-feira (2), pelo Comando de Policiamento de Área Metropolitano 3, que tem como comandante o Coronel Egídio Amaral, com o apoio do Comando de Policiamento Especializado e órgãos de Fiscalização, a “Operação Porto Seguro”, realizada com o objetivo de abordar pessoas, veículos de passeio e cargas nos horários de embarque e desembarque no Terminal Ponta da Espera, localizado na região Itaqui / Bacanga as margens da BR 135, em São Luís.

A operação conta com mais de 60 (sessenta) policiais militares, 09 (nove) viaturas, 03 (três) motocicletas e agentes da SNTT, Sefaz, Aged, Semtur, Ibama, Corpo de Bombeiros, Juizado da Infância e Juventude e Sema. Já foram apreendidos 2.000 (dois mil) Cds pirateados, animais silvestres, como paca, tatu, dentre outros, e 540 kg (quinhentos e quarenta) quilos de camarão, sem licença e sem acondicionamento apropriado.
A operação se estenderá até nesta sexta-feira (3).

“O nosso objetivo é dar a todos uma sensação de segurança, realizando todos os tipos de abordagens, também com incursões, combatendo desde o contrabando,  traficantes de drogas e animais silvestres, transporte irregular de produtos florestais, pessoas armadas, infratores de transito e foragidos da justiça, com o apoio de todos os órgãos aqui presentes e engajados na operação”, disse o coronel PM Egídio Amaral.

Resultado da primeira pesquisa para prefeito de São Luís mostra derrota do candidato de Flávio Dino; Edivaldo Holanda aparece em terceiro lugar

Faltando um ano para a conclusão das coligações partidárias e início da campanha pela prefeitura de São Luís e demais municípios brasileiros, a TV Guará em parceria com a FIEMA, Exata e o Jornal Pequeno apresenta os resultados da primeira de uma série de pesquisas eleitorais com foco na sucessão na capital maranhense.
A disputa de 2016 se desenha como uma das mais acirradas dos últimos tempos.
O Maranhão passa por um momento de renovação de lideranças, de conquistas de espaços por jovens políticos e partidos.
Neste primeiro levantamento resolvemos inovar e optamos por instigar alguns cenários diferentes do habitual, onde simulamos disputas com nomes que estão em evidência na política local independente da preferência do eleitorado.
A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de junho e 1º de julho, com 812 questionários distribuídos em 60 bairros de São Luís e possui uma margem de erro de 4 pontos percentuais, com nível de confiabilidade de 95%.
Espontânea
Na pesquisa espontânea, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) aparece em primeiro com 10% das intenções, em segundo aparece o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), com 9%. O ex-prefeito João Castelo (PSDB) aparece na terceira colocação com 6%. A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) é citada somente por 2% dos entrevistados, seguida de Luís Fernando Silva (PSDB), Bira do Pindaré (PSB) e Rose Sales (PP) com 1% cada um. Outros candidatos que não constam na pesquisa tiveram 1%. Nenhum 11% e não sabem 56%.
Estimulada 1º cenário
Quando são apresentados os nomes de treze candidatos, Eliziane Gama aparece com 28% das intenções, seguida de João Castelo com 17%. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior é o terceiro com 14%. Empatados na terceira posição com 6% estão Roseana Sarney, Bira do Pindaré e Luís Fernando Silva. Logo abaixo com 3% das intenções de votos aparecem Rose Sales e Neto Evangelista, em seguida aparece Marcos Silva com 2%, e somente com 1% das intenções aparecem os nomes de Antonio Pedrosa, Ricardo Murad, José Luís Lago e Natalino Salgado. Nenhum, brancos e nulos somaram 7% e não sabem 4%.
Estimulada 2º cenário
Neste segundo cenário da pesquisa diminuímos a consulta para oito nomes e a deputada federal Eliziane Gama aparece liderando a corrida com 29% dos votos, seguida de João Castelo com 17% e Edivaldo Júnior com 15%. Bira do Pindaré e Roseana Sarney empatam com 7%, um a mais que Luís Fernando Silva. Rose Sales e Neto Evangelistas são escolhidos por 3% dos entrevistados, cada um. Nenhum, brancos e nulos somaram 9% e não sabem 4%.
Estimulada 3º cenário
Quando são apresentados apenas três candidatos os números se afastam. Eliziane Gama sobre para 41% das intenções de voto, seguida de João Castelo com 23% e Edivaldo Junior com 18%. Nenhum, brancos e nulos 14% e não sabem 4%.
Estimulada 4ºcenário
Num segundo quadro com três nomes, incluindo Roseana no lugar de Castelo, Eliziane sobe para 47%, ficando Edivaldo Júnior com 19% e Roseana Sarney, com 14%. Nenhum, brancos e nulos 16% e não sabem 4%.
Estimulada 5º cenário
Num terceiro quadro com três nomes, incluindo Luís Fernando Silva, a deputada Eliziane Gama é a escolhida de 48% dos eleitores, Edivaldo Júnior fica com 20% e Luís Fernando fica com apenas 11%. Nenhum, brancos e nulos 17% e não sabem 4%.

Idoso é atropelado por caminhão na BR 316, em Bacabal

O idoso Manoel Rodrigues foi atropelado por um caminhão, por volta das 17h30, desta quinta-feira (2), no momento em que tentava atravessar a pista da BR 316, próximo ao Terminal Rodoviário de Bacabal. De acordo com informações, Seu "Manoel Babão", como é conhecido, reside na trav. Padre Mohana, centro de Bacabal, e retornava do bairro da Areia, onde havia ido visitar uma filha.

Socorrido, foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal e, até por volta do início da noite, seu estado de saúde era considerado estável.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros estiveram fazendo o levantamento no local.

O caminhão, vermelho, tem placas EFW-0175, Santos-SP.
Seu Carlos Morais (foto abaixo), amigo da vítima, disse que chegou a alerta-la para o perigo, segundos antes do acidente. Ele que trabalha nas imediações aproveitou para protestar e reivindicar das autoridades que providenciem uma melhor sinalização naquela área. A mesma coisa fez seu Jocimar Lopes da Costa, que também presenciou o acidente.
De acordo com ele, a retirada dos quebra-molas que haviam na rodovia tem contribuído para o aumento no número de ocorrências.

É importante salientar que todas as testemunhas eximiram o condutor do caminhão de qualquer culpa, pois o mesmo não desenvolvia grande velocidade e a causa do acidente foi a desatenção do idoso.

O repórter Romário Alves (TV Difusora) esteve no local e a reportagem completa será exibida nesta sexta-feira (3), a partir das 12h15, no programa Ronda na Difusora, apresentado por Randyson Laércio. 

Morre Dona Florípedes, matriarca da família Trabulsi

Florípedes Silva Trabulsi, faleceu na madrugada desta quinta-feira (2), no Hospital Centro Médico, em São Luís, em decorrência de complicações respiratórias.

A matriarca da família Trabulsi, tinha 88 anos e, apesar de ser natural de Vargem Grande, morava em Bacabal há várias décadas. Mãe de 8 filhos, entre eles, a ex-deputada estadual Graciete Trabulsi, Rachid Trabulsi, Alberto Trabulsi (Betico), Kalil Trabulsi e o saudoso Zezinho Trabulsi (ex-vereador de Bacabal).

São inúmeros netos e bisnetos que na sua grande maioria nasceu em Bacabal.

Seu corpo está sendo velado na Central de Velórios no Pan Diamante, em São Luís, e na manhã desta sexta-feira (3) será transladado para sua terra natal onde será sepultado.